23/7/19
 
 
Mulheres exigem poder usar o burquíni em piscina pública

Mulheres exigem poder usar o burquíni em piscina pública

AFP Jornal i 24/06/2019 21:44

Um conjunto de mulheres muçulmanas desafiaram as regras que proíbem o uso do burquíni em Grenoble, em França. Dizem ser inspiradas pelo movimento dos direitos civis norte-americano.

Um conjunto de mulheres muçulmanas em França, num protesto inspirado pela pioneira dos direitos civis norte-americanos, Rosa Parks, decidiu desobedecer às regras da piscina local, em Grenoble - que proíbe a utilização de burquínis, o fato de banho feminino utilizado por algumas mulheres muçulmanas.

Depois de se mudarem para os burquínis, as mulheres muçulmanas do grupo Aliança Cidadã de Grenoble foram avisadas pelos salva-vidas de que o fato de banho era proibido. As mulheres desobedeceram e banharam-se durante mais de uma hora. Mais tarde foram questionadas pela polícia e cada uma foi multada em 35 euros.

A Aliança Cidadã recolheu mais de 600 assinaturas de mulheres muçulmanas para instar o presidente da Câmara de Grenoble a alterar as regras das piscinas públicas. A França foi o primeiro país da Europa a banir este fato de banho.

O burquíni é controverso em França. São várias as piscinas públicas que impedem a utilização deste fato de banho, sendo também proibido nalgumas praias. Os defensores da proibição dizem ser uma ameaça ao secularismo da sociedade francesa e um recuo nos direitos das mulheres. As autoridades francesas já chegaram a prender mulheres muçulmanas por causa do burquíni.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×