21/10/19
 
 
SONAE participa no mês de greves dos trabalhadores do comércio

SONAE participa no mês de greves dos trabalhadores do comércio

Facebook oficial do CESP SOL 23/06/2019 14:09

De acordo com o CESP, os trabalhadores do setor têm vindo a empobrecer. Atualmente, os salários de topo de carreira estão 26 euros acima do salário mínimo - em 2010 estavam 140 euros acima da retribuição mínima.

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) convocou ações dos trabalhadores das empresas de distribuição desde o primeiro dia do mês de junho.

Este domingo, os colaboradores da SONAE – dos hiper e supermercados, bem como dos armazéns do Continente – estiveram em greve, reivindicando melhores salários e condições de trabalho, o encerramento dos estabelecimentos aos domingos e feriados, o fim da Tabela B, a correção da carreira de operador de armazém e a rejeição do banco de horas.

No site oficial do CESP pode concluir-se que, pelas 8h30, no Porto, houve uma ação de greve frente à porta da loja Continente do Gaia Shopping. Seguiram-se ações nas lojas de Vale das Flores, em Coimbra, e de Telheiras, na capital.

A greve, que terá a duração de 24 horas, insere-se no conjunto de ações que tem vindo a ser desenvolvido desde 1 de junho, sendo que a negociação do trabalho coletivo e o respeito pelos direitos laborais são os pedidos mais evocados.

Sublinhe-se que já estiveram em greve funcionários do Pingo Doce, da IKEA, do Intermarché, da C&A, do grupo Dia (Mini Preço), Lidl e do Jumbo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×