23/7/19
 
 
18 de junho de 1952. O miserável espião disfarçado com um casaco de veludo verde

18 de junho de 1952. O miserável espião disfarçado com um casaco de veludo verde

Afonso De Melo 18/06/2019 22:37

O físico italiano Bruno Pontecorvo fugiu para Moscovo. Gillo, seu irmão, insidioso instigador da adesão deste ao comunismo, tornou-se vítima da imprensa internacional. O tempo e o talento trataram de mudar a sua imagem.

A notícia começava assim: “Gilberto Pontecorvo, um homem de 30 anos, meia estatura, cabelos encaracolados e tez escura, influenciou o seu irmão, levando-o a aderir ao comunismo. Foi ele que se encarregou de transportar os trabalhos deste último para Moscovo – via Roma –, negociando a sua ida, com toda a família, para o ‘paraíso’ moscovita”.

O irmão era Bruno Pontecorvo que, já no paraíso soviético, adotou o nome de Bruno Maksimovic Pontekorvo, um físico natural de Pisa, especialista no estudo das partículas e da alta energia que, em 1936, tinha ido para Paris trabalhar com Irène Curie, filha de Pierre e Marie Curie, e com Frédéric Joliot, tendo fugido para os Estados Unidos depois da invasão nazi, trabalhando para a fábrica Westinghouse e numa sociedade de exploração petrolífera em Tulsa.

Estávamos em 1952, não se esqueçam.

Fala-se do paraíso moscovita, mas a palavra comunista ainda parecia carregada com um “buuuuuu!” de assustar criancinhas, apavoradas com a possibilidade de serem devoradas ao pequeno--almoço com alguma fatia de pão escuro e um naco de arenque.

Gilberto Pontecorvo, mais conhecido por Gillo, era, por sua vez, transformado em carne picada pelos meios de comunicação ocidentais. Dizia-se que vivia disfarçado de modesto assistente cinematográfico, protegido por “um tal” realizador Yves Allégret (marido de Simone Signoret, um dos grandes da história do cinema, por acaso, talvez em Portugal mais conhecido por ter sido autor de uma das séries do Comissário Maigret), e era uma personalidade estranha que, imagine-se, usava um despretensioso casaco de veludo verde para servir de disfarce às suas atividades de espionagem.

Entre cá e lá Que Bruno foi para Moscovo e parece que encontrou por lá um paraíso qualquer a seu gosto, colaborando com afinco no programa astrofísico soviético, isso é certo. Que o rapaz do casaco verde não passasse de um logro, o tempo tratou de o desmentir. Entretanto, traçaram-lhe o retrato de inimigo da democracia: “A vida não tem para ele dificuldades. O sogro é uma personagem influente, com casas em St. Tropez. Ocupa-se de política e, de vez em quando, de cinema. O Partido Comunista ordenou-lhe que, em 1944, tratasse de organizar a luta clandestina do Piemonte. Fez-se passa por compositor, mas compunha, na realidade, um jornal subversivo com o escritor Elio Vittorini e outros clandestinos num prédio abandonado dos arredores de Turim. Era muito amigo de Bruno, seu irmão, que nunca foi comunista, mas Gilberto instigou-o, insidiosamente”.

Pobre Gillo!

Zurzido por ser um perigosíssimo comunista e por ter lutado na Guerra Civil de Espanha.

Mais tarde, numa entrevista ao Guardian, teve oportunidade de se defender: “Nunca fui um fora-da-lei! Sou apenas um homem de esquerda”.

Cinco anos depois do escândalo da fuga de Bruno para Moscovo, Gilberto Pontecorvo assinava a sua primeira longa--metragem: La Grande Strada Azzurra, que contava a dura luta pela sobrevivência de um pescador da costa dálmata italiana. Ganhou o respeito do público por via da sua preocupação realista e da sua obsessão pelos pormenores.

La Battaglia di Algeri terá sido, provavelmente, a sua obra-prima, um filme- -documentário sobre a guerra entre a Argélia e a França no norte de África. Apesar de se ter estreado em 1966, só em 1971 foi permitido em França. O perigoso comunista que havia dentro dele não dava tréguas às censuras, fossem de que género fossem. Com Queimada focou--se nos abusos colonialistas praticados na América Latina. Marlon Brando foi protagonista. Ficaram amigos. Para a vida. A de Gillo terminou em 2006. A de Brando terminara dois anos antes.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×