24/8/19
 
 
Lisboa. Chumbada proposta do PSD sobre estacionamento nas freguesias

Lisboa. Chumbada proposta do PSD sobre estacionamento nas freguesias

Beatriz Dias Coelho 18/06/2019 21:35

Sociais-democratas queriam que EMEL passasse a ter apenas uma zona de estacionamento pago por cada freguesia.

A recomendação que o grupo municipal do PSD levou hoje à Assembleia Municipal de Lisboa, que propunha limitar as zonas de estacionamento de duração limitada da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL), foi chumbada.

A proposta do PSD, de acordo com o que foi divulgado num comunicado esta terça-feira, instava a Assembleia Municipal a recomendar à autarquia da cidade a criação de “uma zona única de estacionamento por freguesia, num total de 24”, o número de freguesias na capital.

O partido pretendia, com a proposta, “reduzir o foco de conflito, protegendo os residentes e assegurando um racional facilmente percetível para os Lisboetas, permitindo ainda assim, e em casos muito específicos e com a validação das Juntas de Freguesia, uma subdivisão dessa Zona Única por Freguesia”, explica no comunicado o presidente do grupo municipal do PSD, Luís Newton. Até porque, nota o responsável, “o atual zonamento da EMEL é a principal fonte de rejeição por parte de moradores, pela incompreensão que gera dada a falta de relacionamento entre zonas e território”.

Garantia-se, assim, que os moradores da cidade tivessem “o direito a estacionar nas suas freguesias de residência, sem limitações”, lê-se no comunicado que dá conta da recomendação.

No documento que o partido levou à assembleia constam outras medidas com o objetivo de melhorar o estacionamento. “Os parques dissuasores, as zonas de estacionamento para residentes, os lugares reservados para mobilidade reduzida, os lugares afetos a cargas e descargas, os lugares para frotas de veículos elétricos terão de obedecer a critérios fundamentados objetivos e claros, ao invés de se regerem pela casuística sempre duvidosa”, pedia o partido, que sugeria ainda a implementação de “parquímetros que permitem (a exemplo do que existe noutras capitais europeias) a identificação do veículo através da sua matrícula e, consequentemente, o conhecimento do local onde estaciona”, já adquiridos pela EMEL.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×