14/11/19
 
 
Prisão preventiva para homem que baleou jovem em comboio

Prisão preventiva para homem que baleou jovem em comboio

Jornal i 18/06/2019 13:09

A vítima teve de ser transportada com acompanhamento de uma viatura médica de emergência e reanimação devido à situação “crítica”. Não perdeu a vida por "mero acaso".

 

Um jovem de 22 anos com ferimentos graves provocados por uma arma de fogo: foi este o resultado de uma altercação que ocorreu no comboio 18 462 da CP, na tarde de 6 de junho, que circulava entre Sintra e Lisboa-Oriente. Recorde-se que a emergência médica (INEM) foi acionada e o homem foi transportado para o Hospital de São Francisco Xavier.

Um dia depois dos factos criminosos terem ocorrido, o alegado agressor, detido e apresentado ao juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório: ficou “fortemente indiciado pela prática de um crime de homicídio na forma tentada”, como se pode ler no site oficial da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Sublinhe-se que, no decorrer da discussão, foram efetuados dois disparos com uma arma de fogo, que atingiram o jovem no pescoço e na nuca. O arguido fugiu do local e a vítima somente não perdeu a vida porque “por mero acaso e imprecisão na pontaria do mesmo [suspeito], aquele só foi atingido superficialmente [ofendido]”, como se pode concluir na mesma nota da PGDL.

Foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva “por se verificar em concreto os perigos de continuação da atividade criminosa e tranquilidade e ordem públicas”.

A investigação está a ser dirigida pela 4ª Secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra, sendo que o Ministério Público está a ser auxiliado pela Polícia Judiciária.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×