17/7/19
 
 
Veneno de escorpião contêm antibiótico para a tuberculose

Veneno de escorpião contêm antibiótico para a tuberculose

Creative Commons jornal i 17/06/2019 21:12

Segundo o Instituto, as substâncias identificadas no veneno são eficazes e conseguem travar o crescimento de células cancerígenas sem provocar lesões nas células normais do tecido pulmonar. 

Cientistas descobriram no veneno de um escorpião uma forma de combater a tuberculose e a pneumonia, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Biotecnologia da Universidade Nacional Autónoma do México, citando a agência Lusa. 

Os investigadores conseguiram isolar, produzir e pantear dois compostos químicos capazes de combater estirpes resistentes da tuberculose e a bactéria "Staphylococcus aureus", que pode causar infeções graves como pneumonia e septicemia.  

Segundo o Instituto, as substâncias identificadas no veneno são eficazes e conseguem travar o crescimento de células cancerígenas sem provocar lesões nas células normais do tecido pulmonar. 

Um dos cientistas, Lourival Domingos Possani Postay, declarou, segundo a agência noticiosa espanhola Efe, que a quantidade de compostos químicos que se pode obter dos escorpiões vivos é muito pequena, da ordem dos microgramas, logo foi necessário obtê-los de forma sintética.  

"O trabalho em laboratório, com modelos biológicos, já está feito e funciona. Agora, são precisos ensaios clínicos em humanos e uma farmacêutica que tenha interesse em fazer chegar este produto às pessoas", afirmou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×