17/7/19
 
 
Presidente do Brasil mantém confiança incondicional em Moro após mensagens polémicas

Presidente do Brasil mantém confiança incondicional em Moro após mensagens polémicas

AFP Jornal i 12/06/2019 15:40

Ministro da Justiça é acusado de influenciar investigação Lava Jato após divulgação de troca de mensagens com procuradores

O Presidente do Brasil Jair Bolsonaro reuniu-se, esta quarta-feira, com o ministro da Justiça Sérgio Moro numa conversa à portas fechada. O resultado desse encontro foi a divulgação de uma nota que informa que o caso do acesso ilegal aos telemóveis de juízes, procuradores e jornalistas está a ser investigado pela Policia Federal.

Em causa está a troca de mensagens que coloca em causa a imparcialidade da operação Lava Jato.

O ministro já manifestou a sua disponibilidade para ser ouvido sobre o caso, o que vai acontecer na próxima quarta-feira, no âmbito da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Moro defende-se das acusações de influenciar a investigação, sublinhando que não vê nada demais nas conversas entre si e o coordenador da equipa responsável pela operação, Deltan Dallagnol.

Recorde-se que as mensagens em causa foram publicadas no fim de semana pelo site The Intercept Brasil. As conversas ocorreram num aplicativo chamado Telegram.

De acordo com o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, Bolsonaro foi informado sobre as mensagens no domingo e o assunto foi referido novamente na madrugada de segunda-feira, nas duas ocasiões o Presidente reafirmou a sua confiança no ministro escolhido por si: “Nós confiamos sem qualquer restrição no ministro Moro”.

Bolsonaro apoia de tal forma o seu ministro, que ontem interrompeu uma conferência de imprensa, quando um dos jornalistas lhe colocou uma pergunta sobre o caso. O Presidente deu assim por encerrado o encontro e virou costas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×