10/4/20
 
 
Festival Barreiro Rocks chega ao fim após 19 anos

Festival Barreiro Rocks chega ao fim após 19 anos

Jornal i 06/06/2019 16:23

“Chegados a 2019 reconhecemos que não temos condições para fazer mais nem melhor sem arriscarmos aquilo que não temos”, revelou a organização.

“Depois de muito pensarmos, chegámos à conclusão que não iremos realizar mais o Barreiro Rocks”, anunciou a organizadora do evento, Hey, Pachuco!, na sua página no facebook.

Com 19 anos de existência, o festival Barreiro Rocks vê assim a sua caminhada terminar. “Chegados a 2019 reconhecemos que não temos condições para fazer mais nem melhor sem arriscarmos aquilo que não temos”, revelou a organização.

Apesar do fim ter chegado, a organização refere que o festival permitiu a existência de diversos aspetos positivos: "Fizemos centenas de amigos, trouxemos quase a totalidade dos artistas que gostávamos ao Barreiro e ajudámos a pavimentar o chão para que novos projetos crescessem com mais dignidade na nossa cidade", afirma.

O Festival Barreiro Rocks foi criado a 30 de setembro de 2000 por três amigos que tinham uma banda em comum: Carlos Ramos, Iolanda Vilarinho e João Cruz.

A ideia principal do grupo era partilhar os seus primeiros projetos em CDR e apresentá-los ao vivo, referem os membros da banda ao FrankmarquesBlog. Porém, uma coisa levou à outra e, quando deram por si, estavam a criar um nome e um logótipo para o projeto. “É assim que surge a editora Hey Pachuco e o Pachuco Fest”, refere Carlos Ramos, ao mesmo blogue.

Passados dois anos, aquele que era o Pachuco Fest, foi rebatizado para Barreiro Rocks. No seu primeiro ano, o festival “foi feito sem dinheiro. A Câmara limitou-se a ceder o espaço e o equipamento de som”, refere Carlos Ramos ao FrankmarquesBlog.

O Barreiro Rocks acontecia normalmente entre outubro e novembro e durava dois dias seguidos. A partir de 2005, a “presença internacional no festival barreirense acentuou-se”, afirma o blogue, contando com a presença de bandas mais conhecidas.

João Cruz revelou ao blogue que “sem o apoio da Câmara seria impossível fazer um festival tão generoso de 10 ou 12 bandas, ter bilhetes tão baratos e ainda fazer as festas de apresentação.”

O festival esteve nomeado para melhor festival além-mar, do “UK Festival Awards”, melhor festival em espaço fechado no “European Festival Awards” melhor festival urbano e melhor microfestival, no “Portugal Festival Awards”.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×