31/5/20
 
 
Brasil. Neymar fora da Copa América (com vídeo)

Brasil. Neymar fora da Copa América (com vídeo)

Bruno Venâncio 06/06/2019 12:24

O avançado vive dias muito complicados: depois das acusações de violação, sofreu uma rotura nos ligamentos do tornozelo direito

O ano de 2019 está a ser muito complicado para Neymar: depois da lesão ao serviço do Paris Saint-Germain que o afastou dos relvados durante quatro meses, a preparação para a participação na Copa América ficou ensombrada pelas acusações de violação a uma modelo brasileira. Como se não bastasse, o avançado sofreu uma rotura ligamentar no tornozelo direito na partida de preparação frente ao Catar, na última madrugada, e não poderá participar na prova.

"Após sentir dores durante o particular contra o Catar, o avançado teve lesão confirmada em exame de imagem. Devido à gravidade da lesão, Neymar não terá condições físicas e tempo de recuperação suficiente para participar da Copa América", pode ler-se no site da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Neymar saiu logo aos 21 minutos, em lágrimas e a precisar de ajuda para caminhar, e viria depois a deixar o Estádio Mané Garrincha de muletas, seguindo para o hospital. O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, foi visitar o atacante de 27 anos, deixando expressa a crença na inocência do jogador no processo da alegada violação: "É um garoto. Está num momento difícil, mas eu acredito nele".

 

 

Na véspera do jogo com o Catar, o vice-presidente da CBF, Francisco Noveletto, havia frisado que, na sua opinião, Neymar devia ser afastado da seleção brasileira enquanto estiver a decorrer o inquérito judicial. "Se eu fosse o Neymar, pediria dispensa. Se ele jogar, é provável que o Brasil não chegue ao título. Conheço a imprensa e vão estar em cima dele", atirou. Já depois da partida, e ainda antes de conhecer a extensão da lesão, a CBF revelou que Neymar se iria ausentar na sexta-feira para prestar depoimento sobre o caso com a modelo em Paris.

No que respeita ao jogo em si, o Brasil venceu o Catar por 2-0, com Richarlison em destaque: o avançado que joga sob as ordens de Marco Silva no Everton abriu o marcador aos 16' e ofereceu o segundo tento a Gabriel Jesus aos 24'. Éder Militão, ainda jogador do FC Porto, entrou aos 81' para o lugar de Dani Alves, com outros velhos conhecidos do futebol português em ação: Ederson (ex-Benfica) foi titular na baliza, tal como Casemiro (ex-FC Porto) no meio-campo; na segunda parte, o também ex-portista Alex Sandro entrou aos 76'. Do lado do Catar, o português naturalizado Pedro Correia, também conhecido como Ró-Ró, cumpriu os 90'.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×