16/9/19
 
 
Champions. Curiosidades de uma final

Champions. Curiosidades de uma final

UEFA Champions League Jornal i 05/06/2019 19:34

A final da Liga dos Campeões de 2019, que teve lugar na capital espanhola, foi preparada ao pormenor, mas em grandes eventos há sempre margem para imprevistos. Os preços dispararam e houve quem recorresse a caravanas portuguesas para ter onde dormir. Um adepto desapareceu e outro comprou um carro por 45 euros só para ir de Liverpool até Madrid. Certezas, só havia uma: é que a taça seguiria para Inglaterra. Recorde os “casos mais loucos” desta final.  

Final de Madrid com metade dos polícias de Lisboa Durante o fim de semana da final da Liga dos Campeões, o risco de terrorismo era elevado devido à concentração de milhares de pessoas na capital espanhola. O Estádio Wanda Metropolitano, palco da grande final, esgotou. Foram vendidos 68 mil ingressos e as autoridades de Madrid disponibilizaram cerca de 4700 agentes da polícia para as imediações do estádio e para os locais de concentração de fãs ingleses. Em 2014, a final da Champions contou com 8500 operacionais destacados para garantir a segurança dos adeptos que se deslocaram a Lisboa para assistir à partida. 

Adepto inglês desaparecido estava afinal detido pela polícia Um adepto inglês viajou até Madrid com o pai e o irmão para assistir ao jogo entre as equipas inglesas. Macauley Negus, de 23 anos, foi dado como desaparecido depois de não ter embarcado no voo de regresso a casa com os familiares. Descobriu-se depois que o adepto não estava desaparecido, mas que teria sido detido pelas autoridades espanholas depois de ter agredido um polícia. O jovem apresentava-se embriagado, motivo pelo qual as autoridades não tinham conseguido identificá-lo. 

Passagens de avião para Madrid 12 vezes mais caras Em condições normais, uma viagem de Liverpool para Madrid (ida e volta) ronda os 200 euros mas, no fim de semana de 1 de junho, os preços aumentaram em quase 1300 euros. As companhias aéreas aumentaram os preços das viagens 12 vezes em relação ao preço normal. As companhias aproveitaram deste modo a grande afluência de milhares de ingleses que se deslocaram à capital espanhola para assistir à final da Liga dos Campeões. 

Bilhetes no mercado negro chegavam aos 205 mil euros Os bilhetes para a final da Champions tinham sido postos à venda meses antes do início da partida. Muitos adeptos ingleses viajaram até Madrid sem bilhete para o jogo. O preço dos bilhetes ia dos 70 aos 600 euros e, até ao apito inicial, muitos adeptos ainda procuravam ingressos para o jogo. Nas imediações do estádio já havia venda de bilhetes a atingir os 10 mil euros. Segundo o jornal Marca, o recorde atingiu os 205 mil por um pacote que incluía 15 bilhetes para assistir à partida. 

Mulher tentou vender bilhetes por 8400 euros e acabou detida Dois homens com um cartaz em que se lia “compro bilhetes para o jogo” foram abordados por uma mulher de 32 anos na zona da Puerta Del Sol. A mulher tentou vender dois bilhetes, alegadamente falsos, por 8400 euros. Os dois homens apresentaram queixa à polícia, que de imediato deteve a mulher por venda de ingressos falsos. As autoridade espanholas alertaram os adeptos para a possibilidade da venda de bilhetes falsos em redor do estádio. 

Nem os hostels eram low-cost. Preços chegaram aos 2 mil euros Onde normalmente se pernoita por 70 euros, em fim de semana de final da Liga dos Campeões, os preços chegavam aos 2 mil euros por duas noites. Muitos turistas procuram um hostel para pernoitar quando se deslocam em viagem por estes serem mais económicos mas, no período da final, um quarto de 70 euros atingia o preço de 350. Num hostel no centro de Madrid, duas noites de estadia custavam 2 mil euros; para duas semanas após o evento, o preço das reservas baixou para os 250 euros. 

Preços de hotéis em Madrid dispararam Com a final da Liga dos Campeões em Madrid, uma noite numa unidade hoteleira da cidade chegou aos 12 400 euros. A média de preços de uma noite num hotel de três estrelas na capital espanhola durante o fim de semana de 1 de junho chegou aos 1300 euros. Ainda assim, o caso dos principais hotéis da cidade era ainda mais preocupante, já que uma noite numa dessas unidades hoteleiras podia chegar aos 12 400 euros. 

Falta de alojamento em Madrid fez disparar aluguer de autocaravanas Muito por causa da falta de alojamento ou dos preços elevados que os hotéis e hostels praticaram no fim de semana do jogo, uma empresa portuguesa de aluguer de autocaravanas registou um aumento na procura por parte de clientes ingleses. O aumento foi tão elevado que atingiu a marca de crescimento de 1320%. Este número revela bem o desespero dos adeptos ingleses para arranjar solução para pernoitar na capital espanhola.

Adeptos pagaram 30 euros... por duas cervejas A concentração de ingleses em Madrid também fez disparar os valores praticados pela área da restauração. Foi partilhado nas redes sociais por dois adeptos ingleses uma foto da conta exorbitante que pagaram por duas cervejas... Foram 30 euros, 15 euros por cada uma. Este estabelecimento em particular aproveitou-se do fim de semana de Champions já que, no seu menu disponível online, a cerveja mais cara custa apenas cinco euros. 

Comprou carro por 45 euros e fez-se à estrada Simon Wilson, um youtuber inglês, comprou um carro por 45 euros juntamente com o irmão e viajou de Liverpool até Madrid para assistir ao grande jogo. Após ter garantido a entrada no estádio, Simon deparou-se com o preço elevado das passagens aéreas. Foi então que decidiu viajar até Madrid num Skoda Favorit CHLX com dez anos que adquiriu por apenas 45 euros. O youtuber registou a jornada em vídeo e chegou à capital espanhola a tempo do apito inicial.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×