2/7/20
 
 
César responde a Marques Mendes. "É um comerciante político"

César responde a Marques Mendes. "É um comerciante político"

Luís Claro 03/06/2019 20:23

Marques Mendes criticou eventual substituição de Ferro por César. Não ficou sem resposta.

Marques Mendes considerou, no seu comentário na SIC, que António Costa comete um “erro político” se escolher Carlos César para o cargo de presidente da Assembleia da República, mas não ficou sem resposta. O líder parlamentar do PS acusa o comentador de lançar “boatos e falsidades”.

Carlos César afirma, na sua página do Facebook, que Marques Mendes “não sabe o mínimo para dizer o que disse sobre esse assunto” e “publicita conscientemente boatos e falsidades, e, com a maior das facilidades, vai dizendo uma coisa e o seu contrário ao longo do tempo”. César acusa ainda o ex-líder do PSD de ser, “fundamentalmente, um comerciante político”. 

A reação de Carlos César surgiu depois de Marques Mendes ter criticado duramente a possibilidade de o agora líder parlamentar do PS vir a ser o próximo presidente do parlamento. “António Costa está prestes a cometer um sério erro político”, ou seja, “substituir Ferro Rodrigues por Carlos César na presidência da Assembleia da República”, disse o comentador. Para o ex-líder do PSD e conselheiro de Estado, Ferro Rodrigues é “um senhor e um senador” e tem “muito mais prestígio” do que o atual presidente do PS. “António Costa vai cometer um erro político e acho que, no plano pessoal, não se faz isto a Ferro Rodrigues. É uma desconsideração enorme”. 

Na resposta ao comentador, César lembra que tem “40 anos de exercício de cargos públicos” e recusa que seja Marques Mendes a avaliar os seus “méritos ou a falta deles, sejam eles de que natureza forem”. E acrescenta: “Ao contrário do que sugere Marques Mendes o meu currículo na política não é o resultado de escrutínios nos aparelhos partidários, mas, para além do meu empenhamento cívico, o resultado de sucessivas e muito expressivas votações dos meus concidadãos eleitores, particularmente desde 1996, sem trocas de favores nem apoios ancorados na comunicação social”. Carlos César não nega, porém, que poderá vir a ser o próximo presidente do parlamento e garante que “as pessoas que devem saber” já conhecem as suas “disponibilidades” em relação ao futuro.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×