18/4/21
 
 
Agustina. “Sou uma pessoa alegre, é um sentimento de pura gratidão para com a vida” – videobiografia

Agustina. “Sou uma pessoa alegre, é um sentimento de pura gratidão para com a vida” – videobiografia

03/06/2019 12:48

Temperamento sanguíneo, imprevisível, de uma inocência absoluta. Documentário “Nasci Adulta e Morrerei Criança” passa em revista a vida da escritora, com o testemunho de figuras que também já desapareceram, como Eduardo Prato Coelho e Manoel de Oliveira

"Na hora do desaparecimento de Agustina, um documentário lançado em 2005 ajuda a recuperar a vida da escritora. “Nasci Adulta e Morrerei Criança”, de António José de Almeida, conta com o testemunho da filha Mónica Baldaque e de vultos da figura portuguesa, já desaparecidos, como João Bénard da Costa, Eduardo Prado Coelho ou Manoel de Oliveira. Do riso de criança ao temperamento sanguíneo, recorde a vida da escritora, que morreu esta segunda-feira aos 96 anos de idade.

“É das raras pessoas a quem nunca ouvi dizer um lugar comum”, dizia nesta obra João Bénard da Costa.

“É vulcânica, subterrânea”, comentava acerca da personalidade de Agustina Bessa-Luís o realizador Manoel de Oliveira.

“Sou uma pessoa alegre e isso não é por ser escritora, é um temperamento de pura gritadão para com a vida e tudo o que me rodeia”, dizia a escritora.

Ler Mais


Especiais em Destaque

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×