14/10/19
 
 
Alguns dos casos mais macabros da História

Alguns dos casos mais macabros da História

Joana Marques Alves 30/05/2019 16:47

Inspiraram livros, filmes e músicas. Foram considerados os seres mais hediondos da História. Estes são alguns dos psicopatas mais conhecidos. Entre eles, mataram milhares de pessoas. Porquê? Pura maldade.

 

Ed Gein. EUA

O norte-americano Ed Gein tornou-se um dos psicopatas mais famosos do mundo por levantar corpos no cemitério de Plainfield, no Wisconsin, e fazer lembranças e troféus com a pele e os ossos dos cadáveres. Foi condenado por matar duas mulheres e é suspeito de ter feito desaparecer outras cinco. Morreu em 1984, aos 77 anos, numa instituição psiquiátrica, onde foi encarcerado depois de ter sido considerado mentalmente incapaz pelos tribunais.
 
Charles Manson. EUA
 
Ficou conhecido por liderar o grupo que perpetrou vários homicídios na década de 60, nos EUA. O mais conhecido foi o da atriz Sharon Tate, mulher do realizador Roman Polanski. Nas paredes, os assassinos escreveram ‘porcos’ com o sangue das vítimas. Foi condenado à morte em 1971, uma pena que mais tarde foi alterada para prisão perpétua. Morreu em 2017, aos 83 anos, na prisão de Corcoran, na Califórnia.
 
Ted Bundy. EUA
 
O carismático estudante de direito e novato nas andanças políticas era na verdade um dos serial killers mais temidos nos EUA. Matou e violou mais de 35 mulheres em vários estados norte-americanos. Ficou também conhecido por conseguir fugir duas vezes da prisão- da segunda vez, esteve quase dois meses a monte. Ted Bundy ficou também conhecido pelas suas tendências necrófilas. Morreu em 1989, aos 42 anos, na cadeira elétrica.
 

Ricardo Ramirez. EUA

Conhecido como The Night Stalker, o Perseguidor da Noite em português, Ramirez deixou a comunidade de Los Angeles várias noites sem dormir. Este psicopata invadia as casas das vítimas e matava-as com o que tivesse à mão - armas de fogo, facas, machados, etc. Muitas vezes, antes de matar as mulheres, violava-as. Foi detido e condenado à pena de morte pelo assassinato de 13 mulheres. As imagens do julgamento tornaram-se famosas, com Ramirez a mostrar a sua devoção satânica. Morreu em 2013, aos 53 anos, vítima de um linfoma, enquanto aguardava no corredor da morte.

Jack, o Estripador. Inglaterra

Ainda hoje, ninguém sabe quem foi realmente Jack o Estripador. Acredita-se que tinha nacionalidade britânica e que matou cinco mulheres no século XIX. As vítimas eram, normalmente, prostitutas ou trabalhadores de bairros muito pobres de Londres. O assassino não se limitava a matá-las: degolava-as, esquartejava-as e tirava-lhes o útero. Há quem diga que Jack o Estripador matou muitas outras mulheres, mas Mary Ann Nichols, Annie Chapman, Elizabeth Stride, Catherine Eddowes e Mary Jane Kelly foram aquelas que a Scottland Yard deu como sendo as vítimas de um só assassino.

Assassino do Zodíaco. EUA

Tal como no caso de Jack o Estripador, ninguém sabe quem era o Assassino do Zodíaco. Sabe-se apenas que era do sexo masculino e que estrangulou pelos menos 14 jovens no norte da Califórnia em apenas 10 meses, na década de 60. Em 1974, o assassino enviou várias cartas ameaçadoras à imprensa - quatro eram criptogramas que ainda hoje estão por decifrar. Reivindicou 37 homicídios, mas nunca ficou provada a sua ligação a todos estes casos. O caso continua a ser investigado pelas autoridades norte-americanas.

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×