15/10/19
 
 
"Urbanos depressivos” que comem “alface e verduras”. É assim que Miguel Sousa Tavares descreve os eleitores do PAN

"Urbanos depressivos” que comem “alface e verduras”. É assim que Miguel Sousa Tavares descreve os eleitores do PAN

DR jornal i 28/05/2019 17:09

Na opinião do comentador, "nos meios rurais toda a gente detesta o PAN".

Para surpresa de muitos, o partido Partidos Animais Natureza (PAN) conseguiu eleger um eurodeputado. Depois do resultado das eleições se ter tornado público, as afirmações do comentador, Miguel Sousa Tavares, à vitória do PAN, que alguns apelidam de “partido dos animais” tornaram-se polémicas. 

Na opinião do comentador, os eleitores que escolheram votar no PAN são pessoas “urbanos depressivos” que comem “alface e verduras” pois acham que “os animaizinhos não se podem comer”. Declarou ainda que a eleição de um eurodeputado do PAN deve-se meramente às regiões urbanas, visto que “nos meios rurais toda a gente detesta o PAN”, o que se comprova pela falta de eleitores na região de Barrancos, conhecida pelas touradas.

Apesar de ironizar a vitória do partido, Sousa Tavares admite que o PAN preenche uma lacuna em Portugal devido a não existirem “partidos ambientalistas em Portugal”. Mesmo ao elogiar a vitória do partido, o comentador aproveita a deixa para ofender outro partido considerado ambientalista, Os Verdes. Para o comentador, o partido liderado por Heloísa Apolónia não pratica “nenhuma política ecologista” e são apenas um “apêndice do PCP”.

Nestas eleições europeias, vários partidos ecologistas conseguiram eleger eurodeputados em países como a Alemanha, França e Itália.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×