22/7/19
 
 
Israelita detido pela PJ tinha “paraíso” para pedófilos

Israelita detido pela PJ tinha “paraíso” para pedófilos

Joaquim Gomes 24/05/2019 11:30

O homem era procurado internacionalmente por crimes de abusos sexuais de menores, proxenetismo, tráfico de menores e violação

O antigo militar israelita detido esta semana pela Polícia Judiciária (PJ), em operação conjunta com a Guarda Civil, tinha um “paraíso” para pedófilos na Colômbia, país em direção ao qual será em princípio extraditado.

Assi Moosh, de 46 anos, procurado internacionalmente por crimes de abusos sexuais de menores, proxenetismo, tráfico de menores e violação, entre muitos outros crimes, como tráfico e consumo de droga, estava acompanhado por uma mulher e com documentação falsas quando foi apanhado pela PJ, em Oeiras,

É o famoso Demónio de Taganga, a zona colombiana onde se fixou há cerca de dez anos, tendo montado um “paraíso” para pedófilos, que atraía tarados sexuais de todo o mundo para festas que envolviam sexo com menores e consumo de drogas duras, tendo sido nos últimos tempos seguido pela Interpol, residindo em Barcelona e depois em Ibiza, até que entrou recentemente em Portugal.

A PJ deteve o perigoso cadastrado, que deverá ser brevemente extraditado para a Colômbia, na sequência de um mandado de detenção internacional devido a crimes de homicídio, exploração sexual de menores, tráfico de estupefaciente, branqueamento de capitais e associação criminosa.

Na sua posse foram encontrados um passaporte e uma carta de condução, que se veio a concluir serem ambos documentos contrafeitas, apreendidos pela PJ.

O suspeito foi presente no Tribunal da Relação do Lisboa, tendo sido determinado que aguardaria os ulteriores termos do processo de extradição e da sua entrega às autoridades colombianas, sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

A Unidade de Informação de Investigação Criminal da PJ em cumprimento de um pedido de cooperação das autoridades espanholas e de um mandado de detenção internacional inserido no sistema da Interpol como sendo notícia vermelha, localizou e deteve ontem, no concelho de Oeiras, o israelita, de 46 anos de idade, com vista à sua extradição para a Colômbia, onde era procurado pela prática dos referidos crimes.

No início desta semana, a PJ foi informada pela Guarda Civil de Espanha da possibilidade de um indivíduo procurado pelas autoridades judiciárias e policiais colombianas, anteriormente sinalizado em diversos países europeus, de poder ter dado entrada em Portugal.

Após a realização de diversas investigações, foi possível determinar a sua localização e proceder à detenção, logo que reunidas as necessárias condições de segurança adequadas ao seu grau de perigosidade.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×