15/10/19
 
 
GOT. Depois do fim, fazer o quê?

GOT. Depois do fim, fazer o quê?

Cláudia Sobral 21/05/2019 22:14

A série que mais seguidores reuniu ao longo da década chegou ao fim. E agora, a ressaca cura-se com o quê? O i dá-lhe cinco ideias para os próximos tempos.

 

O Senhor dos Anéis

Para os que não quiserem abandonar o universo do fantástico, vem aí uma série a prometer captar tanta atenção como GOT. Pelo menos para já. Não pela mão da HBO, mas da Amazon, esse outro gigante do streaming, está já em preparação uma série que, afiança a Hollywood Reporter, terá a duração de cinco temporadas, a partir de O Senhor dos Anéis. A um título que só por si não é já coisa pouca vem juntar-se um promissor orçamento de mil milhões de dólares. Com pano para mangas em termos de material (a Amazon comprou os direitos para toda a produção de J. R. R. Tolkien), escreve a imprensa especializada que a primeira temporada se centrará sobretudo numa personagem: Aragorn, no cinema interpretado por Viggo Mortensen.

The Tudors
Descendo por ora à Terra, que é o mesmo que dizer ao mundo dos títulos a que será de facto possível assistir a curto prazo, The Tudors. Para quem a deixou escapar quando foi originalmente transmitida, em quatro temporadas que se estenderam entre 2007 e 2010, desse tempo pré-Guerra dos Tronos, ou para revisitar - trata-se, afinal, de uma das séries que mais ajudaram a abrir caminho para este que daria o maior sucesso televisivo da década televisiva, que se encerra com o controverso final de GOT. A mover-se entre um universo mais real do que a produção da HBO,The Tudors, a partir da história de Henrique VIII de Inglaterra, cumpre as regras do verdadeiro drama histórico. E é um dos títulos disponíveis na Netflix.

Outlander

Porque nem todo o remédio tem de renascer do passado, Outlander, que em Portugal teve as suas primeiras temporadas transmitidas pelo canal por cabo TVSéries. Criada por Ronald D. Moore a partir dos livros de Diana Gabaldon, uma coprodução britânica e americana cujo sucesso logo do primeiro episódio, em 2014, levou à assinatura do contrato de renovação para uma segunda temporada. A história é a de uma enfermeira (Caitriona Balfe) que, durante a II Guerra Mundial, durante uma viagem à Escócia, é transportada no tempo para 1743. Outlander estendeu-se entretanto por uma terceira e uma quarta temporadas, cujos últimos episódios foram exibidos em janeiro deste ano, com uma quinta já em produção.

Roma

Originalmente transmitida pela BBC, a HBO e, em Itália, a RAI, a idade televisiva de Roma não fará da série, que a Portugal chegou pela RTP, um produto datado. A primeira das suas duas temporadas pode ter-se estreado já no longínquo ano de 2005, mas revê-la não nos deixará a achar que o tempo poderia ter andado para a frente. Criada por John Milius, William J. MacDonald e Bruno Helle, acompanhava uma série de personagens pela Roma  do séc. I a.C., na transição da República para o Império. Rodada na Cinecittà, continua a ser hoje uma das produções mais caras da história da televisão. E também ela deixaria para trás a sua (pequena, em comparação) legião de órfãos, alguns dos quais acabariam por encontrar consolo em Spartacus .

His Dark Materials

Mais um título do que está por vir, mas sobre o que os olhos estão já postos com a pergunta para (hipoteticamente bem mais do que) um milhão de dólares: estará aqui a próxima GOT? Desta nova grande aposta da HBO, sabe-se também que tem como realizador, nos dois primeiros episódios, Tom Hooper (O Discurso do Rei). E se provas faltavam sobre as intenções com que a HBO partiu para esta adaptação da trilogia Mundos Paralelos, de Philip Pullman (Os Reinos do Norte, A Torre dos Anjos e O Telescópio), olhe-se para o elenco, a juntar nomes recuperados de GOT, como Ian Gelder e Lucian Msamati. Para lá disto e de um minuto de trailer à procura de uma nova legião de fãs, o vago anúncio de que a estreia está “para breve”. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×