20/9/19
 
 
Sondagem. PS à frente com dez pontos de vantagem sobre PSD

Sondagem. PS à frente com dez pontos de vantagem sobre PSD

Bruno Gonçalves Jornal i 20/05/2019 20:19

Se estes resultados fossem definitivos, dariam ao PS entre oito e nove mandatos para o Parlamento Europeu, possivelmente mais um do que elegeu em 2014. 

O PS é a lista que recolhe maior percentagem de intenções de voto nas eleições europeias. A sondagem realizada pela Universidade Católica Portuguesa para a RTP e Público dá 33% de votos ao PS. Já o PSD pode ter a pior votação de sempre em eleições nacionais, com 23%. 

O Bloco de Esquerda seria a terceira lista mais votada com 9% dos votos, seguido de perto pela CDU (PCP+Os Verdes) e CDS-PP com 8% cada. O PAN e Aliança alcançariam, à data da inquirição, 3% dos votos cada um. Um resultado que permitiria aos dois partidos a possibilidade de elegerem um eurodeputado cada um. 

Segundo a mesma sondagem, o sentido de voto não difere muito em relação à idade. Ou seja, as pessoas de todas as idades dão uma avaliação positiva ao PS, apesar dos mais novos estarem menos convencidos. Já a partir dos 45 anos a probabilidade votar no PS vai aumentando. O mesmo cenário repete-se em relação ao grau de escolaridade. Isto significa que o partido socialista acolhe votos tanto daqueles que não completaram o secundário como dos que terminaram o ensino superior. 

Se estes resultados fossem definitivos, dariam ao PS entre oito e nove mandatos para o Parlamento Europeu, possivelmente mais um do que elegeu em 2014 – altura em que elegeu oito. Já o PSD estaria em risco de perder um lugar. O partido tem seis deputados, dos sete que elegeu em coligação com o CDS em 2014, mas com os números desta sondagem poderia eleger entre cinco e seis.

A sondagem indica também que metade dos inquiridos (49%) garantiram que vão votar no próximo domingo. 

Seguindo os critérios do apuramento de votos – isto é, excluindo as não respostas e os indecisos – a sondagem aponta para uma vitória dos socialistas com uma uma percentagem de votos entre os 30 e os 36%, enquanto os sociais-democratas teriam entre 20 e 26%. A média desta ponderação, explica o Público, daria os 33% de votos para o PS de Pedro Marques e os 23% para o PSD de Paulo Rangel.

A sondagem foi realizada entre os dias 16 e 19 de maio a 1882 inquiridos, com uma margem de erro máximo de 2,3% e com um nível de confiança de 95%.  

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×