15/9/19
 
 
Áustria. Vice-chanceler demite-se após divulgação de vídeo comprometedor

Áustria. Vice-chanceler demite-se após divulgação de vídeo comprometedor

DR 18/05/2019 17:32

Heinz-Christian Strache foi filmado em 2017 a discutir negócios ilegais para beneficiar o FPÖ (Partido da Liberdade, conotado com a extrema-direita), na altura ainda fora do Governo

Heinz-Christian Strache, vice-presidente da Áustria, apresentou este sábado a demissão do cargo. A decisão do líder do FPÖ (Partido da Liberdade, de orientação de extrema-direita) surge na sequência da divulgação de um vídeo, datado de 2017, onde Strache aparece a discutir negócios ilegais com a suposta sobrinha de um oligarca russo, Alyona Makarova, destinados a beneficiar o seu partido - que na altura ainda não estava no Governo.

No vídeo, divulgado pelo jornal alemão "Süddeutsche Zeitung" e pela revista "Der Spiegel", podem ver-se, além de Strache e da suposta russa, um intérprete e outro militante do FPÖ. Strache aborda formas de ganhar influência na comunicação social, referindo-se mesmo a alguns jornalistas como "prostitutas", enquanto Makarova diz querer "investir dinheiro não completamente legal na Áustria". "Se nos ajudarem, conseguiremos não 27, mas 34% por cento", retorquia Strache, referindo-se às eleições que estavam prestes a acontecer.

Ao anunciar que o seu lugar será preenchido pelo ministro dos Transportes, Norbert Hofer, Heinz-Christian Strache pediu desculpa pelo erro, embora reafirmando nada ter feito de ilegal, com alguns apoiantes do FPÖ a questionar o timing da divulgação do vídeo - falta uma semana para as eleições europeias. Ainda assim, na Áustria já há quem diga que a sua carreira política chegou ao fim e até quem lance o cenário de eleições antecipadas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×