19/6/19
 
 
Voto em braille a partir das Europeias para deficientes visuais

Voto em braille a partir das Europeias para deficientes visuais

Dreamstime Jornal i 17/05/2019 15:57

Os votos eletrónico e em braille serão testados no próximo dia 26 de maio.

Um projeto-piloto será testado em Évora já no próximo dia 26 de maio, no entanto, não abrangerá ainda os restantes distritos. A demonstração do voto em braille foi feita hoje, no Ministério da Administração Interna.

"É algo que nunca aconteceu no nosso país, possibilitar pela primeira vez que as pessoas com deficiência visual possam votar autonomamente, possam ter a certeza de que votam no partido ou na coligação que desejam", avançou o presidente da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) Tomé Coelho.

As pessoas cegas que, até agora, dependiam de alguém para selecionar o partido escolhido no boletim de voto – algo que lhes suscitava dúvidas acerca do voto – podem exercer o direito e dever de voto em plenitude.

O voto eletrónico também é outra opção que será testada e também a mais defendida por Tomé Coelho, por ser um “um sistema que não permite apenas aos cegos votar, mas também a qualquer cidadão, com deficiência ou não”, referiu.

Relativamente ao voto em braille, será entregue uma matriz com um boletim de voto no interior aos eleitores, que conseguem identificar os partidos que correspondem a um número. Antes de votar, cada eleitor recebe uma folha onde tem acesso à correspondência entre o número da candidatura e o partido.

O voto eletrónico estará igualmente disponível em 50 mesas de voto de 14 concelhos de Évora. Este funcionará através de uma máquina com ecrã tátil, um sistema de voz e auriculares. No final do processo, o voto será impresso em papel.

O resultado do voto eletrónico será apresentado à Assembleia da República em relatório e o possível  alargamento aos restantes distritos ficará para uma próxima legislatura.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×