18/7/19
 
 
Apelo ao voto em partidos pró-vida no Facebook do patriarcado eliminado duas horas depois

Apelo ao voto em partidos pró-vida no Facebook do patriarcado eliminado duas horas depois

Facebook do Patriarcado de Lisboa SOL 16/05/2019 11:55

Patriarcado apelou ao voto no CDS, no Basta e no Nós Cidadãos numa publicação, no Facebook, que foi eliminada duas horas depois.

A Igreja Católica partilhou, na página oficial do Facebook do Patriarcado, um post que apelava ao voto no CDS, no Basta e no Nós Cidadãos nas eleições parlamentares europeias. A publicação foi, entretanto, eliminada.

O aborto ou a eutanásia são temáticas em que os diversos partidos portugueses divergem. Por exemplo, as três forças políticas anteriormente mencionadas opõem-se às mesmas. Através da divulgação de uma  imagem criada pela página “Caminhada pela Vida”, detida pela Federação Portuguesa pela Vida (FPV), o Patriarcado de Lisboa posicionou-se a favor das vidas por nascer, da rejeição da eutanásia, da liberdade pela educação, da oposição à ideologia de género, da proibição de barrigas de aluguer e do combate à prostituição.

O objetivo é estabelecer uma relação entre temas fraturantes e os nove partidos de concorrem às eleições agendadas para 26 de maio. De acordo com a avaliação feita pela FPV, três partidos defendem todas as causas acima mencionadas: o CDS, o Basta e o Nós Cidadãos. Por outro lado, o PS, o Bloco de Esquerda e o PAN surgem como opositores. Já o PSD, a Aliança e a CDU são considerados partidos “nem a favor, nem contra”.

Partidos como o Livre ou o Iniciativa Liberal não foram considerados. Questionada acerca do motivo pelo qual excluiu determinadas forças políticas, a FPV referiu ao Observador que os mesmos “não aceitaram participar num questionário que foi desenvolvido”.

A verdade é que não foi feito um apelo explícito ao voto mas a imagem conta com duas hashtags “#euvotoprovida” e #avidaem1lugar” que levaram os visitantes da página do patriarcado a não duvidar das intenções do mesmo.

Ao Diário de Notícias, o gabinete de comunicação do órgão liderado por D. Manuel Clemente esclareceu que “a publicação foi uma imprudência” e adiantou: “Para o Patriarcado, é essencial que toda a gente tenha a possibilidade de discernir o seu voto”.

O que é a Federação Portuguesa pela Vida?

Segundo a descrição que se pode ler no site oficial, é uma instituição “que reúne em vínculo federativo associações e fundações que tenham por objeto e finalidade a defesa da Vida Humana", desde o momento da conceção até à morte natural, a promoção da dignidade do ser humano e o auxílio à família e à maternidade.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×