18/6/19
 
 
Combate a incêndios arranca com menos 17 meios aéreos

Combate a incêndios arranca com menos 17 meios aéreos

João Porfírio Jornal i 15/05/2019 08:28

Meios seriam compostos por 38 aeronaves, no entanto, neste momento só 21 se encontram operacionais

O reforço dos meios de combate a incêndios começa esta quarta-feira e durará até ao final de maio. No entanto, o arranque começa já a meio gás. As previsões indicavam que os meios de combate às chamas seriam compostos por 38 aviões e helicópteros, contudo, ainda só estão operacionais 21 meios. 

Fonte do Ministério da Justiça, citada pela Lusa, justificou os atrasos com o facto de a disponibilização dos meios depender “do cumprimento do Código dos Contratos Públicos e da emissão do visto prévio do Tribunal de Contas para cada um dos contratos”.

O Executivo estima que “gradualmente e a partir de junho, estejam disponíveis e operacionais todos os meios previstos” para o combate a incêndios. E deixa a garantia de que “tomará todas as medidas ao seu alcance para que haja meios suficientes e prontos para atuar quando necessário”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×