22/7/19
 
 
Rixa entre grupos rivais no Tamariz

Rixa entre grupos rivais no Tamariz

Carlos Diogo Santos 13/05/2019 12:50

O primeiro crime aconteceu às 6h30 e em causa estará um assalto. Segundo aconteceu numa rixa.

A manhã de ontem começou com um homem de 35 anos a ser baleado no peito, no centro de Lisboa, aparentemente na sequência de um assalto. Mas esse não foi o único incidente com gravidade registado ontem na capital. Ao final da tarde, na praia do Tamariz, a PSP foi alertada para um desentendimento entre grupos rivais no areal do qual resultou um ferido grave. Ao que o i apurou, os desacatos terão envolvido centenas de pessoas e começaram antes das 17h junto à piscina oceânica. Em causa estavam um grupo que reside na Quinta do Mocho e outro da Amadora.

Quando foi alertada, a PSP enviou para o local o carro que patrulha a zona do Estoril, tendo depois sido acionada a Equipa de Intervenção, dada a dimensão dos grupos envolvidos na rixa. Uma fonte explicou ontem ao i que, quando os primeiros elementos chegaram ao local, depararam-se com centenas de pessoas envolvidas nos desacatos, estando uma parte a tentar transportar a vítima – que terá sido esfaqueada no abdómen e nas costas com uma faca de cozinha. Os envolvidos terão, no entanto, fugido com o som das sirenes do carro-patrulha. As causas dos confrontos não eram ontem conhecidas.

Fontes que presenciaram os incidentes e a chegada das autoridades asseguram mesmo que, se num primeiro momento os grupos investissem contra a polícia, não havia capacidade de resposta, o que só aconteceu com a chegada da Equipa de Intervenção. “Se fossem direitos aos polícias, não sei o que aconteceria”, contam.

 

Baleado perto de Alcântara

Mas a manhã de ontem já tinha começado com violência em Lisboa quando um homem foi baleado e uma mulher agredida entre a Avenida da Índia e a 24 de Julho, ao início da manhã.

Fontes policiais asseguraram à Lusa que o suspeito se terá colocado em fuga após balear a vítima.

Apesar de algumas fontes apontarem o local do crime como a Avenida da Índia, segundo o que o Comando Metropolitano de Lisboa explicou à Lusa, a “desordem com arma de fogo” aconteceu por volta das 6h30 da manhã de domingo, no parque da Cordoaria Nacional, na Avenida 24 de Julho. O homem baleado foi, depois da chegada das autoridades, transportado para o Hospital de São José, em Lisboa, para receber tratamento médico hospitalar.

Uma outra fonte policial acrescentou que além desta vítima havia ainda uma outra, do sexo feminino. Esta mulher, de quem não se sabe a idade nem se acompanhava o homem ferido, “também ficou ferida, vítima de agressão física”, tendo igualmente sido transportada para o hospital. A mulher garantiu às autoridades presentes no local que o incidente resultou de uma tentativa de roubo por parte do suspeito.

A investigação ficou a cargo da Policia Judiciária por se tratar de uma ocorrência com o recurso a arma de fogo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×