22/7/19
 
 
Quase 900 crianças libertadas das milícias na Nigéria

Quase 900 crianças libertadas das milícias na Nigéria

AFP Jornal i 10/05/2019 13:44

As crianças tinham sido obrigadas a juntarem-se às fileiras das milícia que apoiam o exército nigeriano na luta contra o Boko Haram.

Foram libertadas quase 900 crianças que integravam as milícias que combatem o Boko Haram, o grupo extremista islâmico que tem aterrorizado a Nigéria. Boa parte dos 788 meninos e 106 meninas libertados esta sexta-feira tinham sido usados como crianças-soldados pela Força Operativa Civil Conjunta (CJTF), segundo a o Fundo das Nações Unidas para as Crianças (Unicef).  O CJTF é uma milícia que ajuda o exército a combater contras os extremistas islâmicos, tendo recrutado cerca de 3500 crianças no nordeste do país entre 2013 e 2017 - muitos dos quais acabaram mutilados, violados ou assassinados.

"As crianças do nordeste da Nigéria são as mais afetadas por este conflito", afirmou em comunicado Mohamed Fall, representante da Unicef no país, que acrescenta que a participação das crianças no conflito "teve implicações sérias para o seu bem-estar físico e emocional". "Nem uma só criança nas fileiras dos grupos armados da Nigéria", exige o representante da Unicef. Mais de 230 milhões de menores vivem em zonas de guerra por todo o mundo, e mais de 250 mil deles são forçados a combater como soldados, segundo os dados de várias organizações não-governamentais.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×