8/4/20
 
 
Enfermeiros. Ordem acusa IGAS de falsificar documentos

Enfermeiros. Ordem acusa IGAS de falsificar documentos

Jornal i 07/05/2019 20:37

Suspeitas surgem no âmbito da realização da sindicância pelo IGAS, entretanto suspensa pelo Tribunal

A Ordem dos Enfermeiros quer que o Ministério Público investigue a sindicância pedida pela ministra da Saúde, Marta Temido, por suspeitar do crime de falsificação de documentos. A Ordem aponta na providência cautelar entregue ao Tribunal Administrativo de Lisboa que a imparcialidade da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) não é clara. Aliás, o organismo liderado por Ana Rita Cavaco chega a referir que a posição da IGAS já estava tomada mesmo antes da realização da inspeção. Para exemplificar, a providência cautelar descreve que o documento entregue à Ordem pela IGAS contém datas rasuradas. 

Sindicância suspensa

Por agora, a sindicância encontra-se suspensa, uma vez que o tribunal decidiu aceitar a providência cautelar da Ordem dos Enfermeiros. Por sua vez, o Ministério da Saúde tem dez dias para deduzir a oposição, se considerar necessário. 

Origens da sindicância 

Na semana passada, Marta Temido pediu à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde para realizar uma sindicância à Ordem dos Enfermeiros. No fundo, trata-se de uma investigação administrativa para encontrar eventuais anomalias no funcionamento da Ordem.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×