13/12/19
 
 
Requalificação do IP3 discutida esta quarta-feira no Parlamento

Requalificação do IP3 discutida esta quarta-feira no Parlamento

Tatiana Costa 06/05/2019 20:32

Serão debatidos quatro projetos de resolução apresentados pelo PSD, PCP, BE e PEV. Nas propostas, o partidos partilham da mesma opinião

A urgente requalificação do Itinerário Principal 3 (IP3), que liga Viseu a Coimbra, vai ser discutida esta quarta-feira no Parlamento. A discussão chega vários anos depois de associações e autarcas locais se queixarem  das más condições da estrada  - mais conhecida como ‘estrada da morte’ - que colocam em causa a segurança dos condutores.

Na quarta-feira, serão debatidos quatro projetos de resolução apresentados pelo PSD, PCP, BE e PEV. Nas propostas, os partidos partilham da mesma opinião, o que poderá ser um sinal de que a requalificação do IP3 será aprovado.

O PSD recomenda ao Governo que “execute de imediato todos os procedimentos e ações para a efetiva e urgente implementação de ligação rodoviária em perfil de autoestrada entre Viseu e Coimbra, garantindo a existência de uma solução não portajada”.

Na mesma linha surge a proposta do PCP, que pede ao Executivo para proceder “com urgência à reparação do piso do IP3”, através da correção dos “graves problemas de segurança causadores de muitas colisões e despistes”. Além disso, o partido aconselha ainda a que o IP3 seja “livre de portagens”.

Também o BE pede a urgente intervenção na estrada, mas apresenta uma solução que poderá ser mais benéfica: “A construção de duas vias de circulação em cada faixa de rodagem, em perfil de autoestrada, em todo o trajeto do itinerário”. O projeto de resolução dos bloquistas pede ainda ao Governo que o calendário da “execução da obra” seja divulgado.

Por último, o partido Os Verdes, têm uma recomendação idêntica aos restantes partidos, mas pede que “com a requalificação do IP3, pelo menos nas áreas de maior relevância, sejam assegurados corredores ecológicos como forma de mitigar os efeitos da fragmentação dos ecossistemas criando as condições para a deslocação de animais”.

Serão ainda tidas em conta duas petições que alertam o Governo para o facto de o IP3 ser uma das mais perigosas estradas do país por registar um elevado número de acidentes e vítimas mortais. Álvaro Miranda, porta-voz da Associação de Utentes e Sobreviventes do IP3 - uma das associações que elaborou uma das petições - diz que as expectativas para que sejam finalmente adotadas medidas são altas. “Esperamos que o debate na Assembleia da República transmita um maior conhecimento para a opinião pública sobre uma região há muito abandonada pelo poder central. E que, de uma vez por todas, se traga a requalificação do IP3”, disse ao SOL desta semana. “Neste momento, o que falta fazer é tudo”, diz, afirmando que aguardam “com muita apreensão o arrancar das obras, que só pecam por tardias, tendo em conta uma via estruturante para o desenvolvimento socioeconómico de toda esta região”.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×