25/8/19
 
 
Criada associação empresarial para migrantes e refugiados

Criada associação empresarial para migrantes e refugiados

Jornal i 04/05/2019 16:41

A Associação Empresarial de Migrantes e Refugiados de Portugal quer ajudar os migrantes e refugiados no processo de legalização

A ideia surgiu no ano passado e rapidamente passou do papel à prática. Despois da primeira Feira do Empreendedorismo Migrante, em 2018, foi criada a Associação Empresarial de Migrantes e Refugiados de Portugal. 

O projeto vai ser apresentado já este domingo e o objetivo é, essencialmente, ajudar os imigrantes e refugiados a resolver os processos de legalização, ou até para informar sobre as mais variadas questões que podem surgir quando se vive num país que não é o de origem. 

Em Portugal, existem mais de 420 mil imigrantes e cerca de 1600 refugiados, sendo por isso difícil encontrar uma solução capaz de resolver todos os problemas. Associação Empresarial de Migrantes e Refugiados de Portugal pretende então dar apoio especializado e individualizado.

A associação vai também trabalhar com as várias associações do país que acolhem os refugiados para poderem responder a todas as necessidades. 

Fidélio Guerreiro, responsável da associação empresarial, referiu à Lusa que as embaixadas “pouco fazem pelos seus emigrantes a não ser tratar da documentação e facilitar condições de legalização”. 

“Se nós tivermos em Portugal uma organização que tenha a tal rede, trabalhando em conjunto com outras organizações, nós podemos ter a ambição de talvez resolver o maior problema que o país vai ter nos próximos 30 anos, que é o problema demográfico”, garantiu Fidélio Guerreiro.

O responsável salientou que a natalidade entre os imigrantes é superior à dos portugueses e, tendo em conta que em 2050 a população será menos 20% do que a atual, a associação poderá contribuir para criar quadros de atração e trazer novas pessoas para Portugal. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×