19/9/19
 
 
Estoril Open. João Sousa cai nos oitavos-de-final

Estoril Open. João Sousa cai nos oitavos-de-final

João Girão Bruno Venâncio 02/05/2019 21:40

O número 1 português não resistiu ao poderio do belga David Goffin, antigo número 7 do mundo

João Sousa está fora do Estoril Open. O número 1 português, que na época passada venceu a prova, foi eliminado esta quinta-feira nos oitavos-de-final pelo belga David Goffin, antigo número 7 mundial, em apenas dois sets, pelos parciais de 6-3 e 6-2.

No fim da partida, o tenista luso assumiu não ter feito a melhor prestação, dando os parabéns ao adversário. "Não consegui jogar taticamente da forma como tínhamos pensado, mas também foi mérito dele. Conseguiu jogar muito melhor e é merecedor da vitória. O David não serve muito rápido, mas serve muito colocado. Gosta de jogar com grandes percentagens no primeiro serviço. Ele jogou taticamente muito bem contra mim. Não é que eu tenha muitas dificuldades nesse tipo de serviço, mas hoje não consegui responder bem, não consegui ser acutilante nem agressivo. E ele foi muito mais agressivo do que eu. Nunca fui eu a comandar os pontos", referiu em conferência de imprensa, confessando-se "surpreendido" com a prestação de Goffin, atualmente no 25.º posto do ranking ATP: "Não tem vindo a fazer bons resultados, mas os jogadores como o David conseguem jogar qualquer semana a um grandíssimo nível. Não quer dizer que amanhã jogue ao mesmo nível, mas surpreendeu-me o nível a que se exibiu. Fez um grande encontro e só tenho de lhe dar os parabéns."

Depois de sofrer uma derrota "dura, por ser em casa com o público a puxar por mim", João Sousa sabe já que na próxima semana irá cair para fora do top-70, depois de ter iniciado a semana no 51.º posto do ranking mundial. Uma descida que se justifica por ter apenas somado 20 dos 250 pontos que tinha para defender na condição de detentor do título. "Tenho vindo a trabalhar muito bem, mas os resultados não têm sido os que esperávamos. Sinto-me um jogador mais completo, mas os resultados não me têm acompanhado nesse sentido. Muitas vezes é frustrante, mas há que continuar a trabalhar", sentenciou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×