25/5/20
 
 
Benfica-Eintracht Frankfurt. Acabar com a euforia da equipa do ano

Benfica-Eintracht Frankfurt. Acabar com a euforia da equipa do ano

Dreamstime Laura Ramires 11/04/2019 13:21

Bruno Lage não esconde o sonho de conquistar a Liga Europa pelo Benfica. Para lá chegar terá como primeiro desafio o conjunto alemão, que ainda não sofreu nenhuma derrota em 2019 e tem feito um percurso notável na prova europeia.

Passar às meias-finais da Liga Europa pode até parecer missão obrigatória para um Benfica que conseguiu evitar os tubarões europeus presentes nesta fase da prova – como o Chelsea ou o Arsenal.

É preciso ter atenção, porém, a este Eintracht Frankfurt, que promete continuar a campanha exímia que tem feito na prova e tornar-se assim uma espécie de presente envenenado para a águia. 

Depois do regresso à liderança do campeonato português, os comandados de Bruno Lage dão o pontapé de saída destes quartos-de-final na Luz, num encontro que marca o primeiro duelo da história entre a equipa portuguesa e o emblema alemão.

Voar mais um patamar na competição não parece ser, de resto, um desejo que a águia não possa vir a concretizar. Aliás, nas últimas três presenças nesta fase da segunda mais importante prova da UEFA, os encarnados conseguiram sempre seguir em frente: em 2010/11, 2012/13 e 2013/14, e, nas duas últimas épocas, chegou mesmo à final – sempre sob o comando de Jorge Jesus. Em 2013 perdeu, em Amesterdão, com o Chelsea, e em 2014 perdeu com o Sevilha em Turim. Os encarnados têm, de resto, duas Taças dos Campeões Europeus no currículo, a última conquistada em 1962.

Apesar de a Liga portuguesa ser a prioridade encarnada, o treinador das águias mostrou ambição em voltar a vencer a prova europeia. “Quem representa um clube como o Benfica tem o sonho de voltar a conquistar uma competição europeia”, confessou o técnico do clube da Luz à Sport TV, no lançamento do jogo com a equipa que conta com o português Gonçalo Paciência. 

Por essa razão, Lage recusa falar em gestão de plantel, assegurando que sejam quais forem os escolhidos para entrar em campo na noite desta quinta-feira, “nada colocará a ambição do Benfica em causa”. 

De acordo com o ex-treinador da equipa B das águias, o primeiro classificado do campeonato português está alertado para o poderio ofensivo do adversário. “É um adversário muito competente. Tem boa organização coletiva e é fortíssimo nas transições ofensivas. Prevejo uma boa eliminatória, com dois bons jogos, porque são duas equipas muito competentes”, declarou.

Alemães ainda não perderam em 2019 O Eintracht Frankfurt tem revelado ser uma das equipas surpresa da prova, com os alemães a atravessarem também uma fase muito estável de uma forma geral. O conjunto liderado pelo austríaco Adi Hutter ainda não perdeu em 2019 entre todas as competições, o que significa que o clube da Bundesliga está há já 15 jogos sem sofrer uma derrota. Atualmente no quarto lugar na tabela da Liga alemã, a três pontos do último lugar do pódio, o Eintracht Frankfurt soma até agora oito vitórias e dois empates na Liga Europa.

Na ronda anterior, recorde-se, Gonçalo Paciência e companhia eliminaram o Inter dos internacionais portugueses João Mário e Cédric Soares, naquela que foi a grande surpresa da eliminatória. Mais: esta é a primeira vez nos últimos 26 anos que o Eintracht Frankfurt atinge os quartos-de-final desta competição, algo que não se verificava desde a época 1993/94, na então designada Taça UEFA. Naquele ano caiu precisamente nos quartos-de-final, frente aos austríacos do Casino Salzburg, que foram finalistas vencidos naquela edição, conquistada pelos italianos do... Inter.

Com todo o percurso que tem feito, a equipa alemã não podia estar mais confiante, como fez questão de frisar Kevin Trapp, guarda-redes do Eintracht Frankfurt. “Tal como contra o [Shakhtar] Donetsk e o Inter [Milão], não será fácil, mas acreditamos no nosso potencial. Temos razões para acreditar depois do que fizemos nos últimos encontros. O nosso clube atingiu os quartos pela primeira vez em 26 anos. Temos o direito de olhar em frente”, disse o jogador alemão ao site oficial do clube. “Será mais um duelo intenso. [O Benfica] tem uma equipa com muito talento e estão numa boa forma. Vai ser um jogo renhido no qual temos de dar tudo, talvez além dos 180 minutos”, analisou.

Do lado dos encarnados, Seferovic também fez a antevisão do encontro com a sua antiga equipa. “Vai ser um jogo difícil, ambas as equipas querem vencer. Eles estão a jogar bem e a fazer uma boa época, mas nós também”, disse o avançado suíço à Sport TV. “Vai ser especial. Conheço muitos jogadores da equipa e quero rever algumas caras. Estou satisfeito”, continuou o melhor marcador da Liga portuguesa, que atuou no emblema alemão entre o verão de 2014 e o verão de 2017, altura em que se transferiu para o Benfica. Com 22 golos marcados em 43 jogos, o suíço está a fazer a melhor época da sua carreira, mas diz que não há nenhum segredo para isso a não ser o trabalho e a ajuda dos colegas. Afirmou também que espera que a veia goleadora fique até ao final da época.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×