16/9/19
 
 
Gonçalo Paciência: "Título? Que vá para os lados do Norte"

Gonçalo Paciência: "Título? Que vá para os lados do Norte"

Facebook Gonçalo Paciência Bruno Venâncio 10/04/2019 20:05

Avançado português do Eintracht Frankfurt, convocado para a partida desta quinta-feira com o Benfica, é um assumido adepto do FC Porto

Gonçalo Paciência pode voltar a jogar no Estádio da Luz esta quinta-feira, pois faz parte da lista de convocados do Eintracht Frankfurt para a partida com o Benfica, referente à primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa. O avançado português de 24 anos trocou o FC Porto pelo conjunto alemão no início desta temporada, mas continua a torcer pelos dragões, de quem é adepto assumido, e deu conta disso mesmo na antevisão da partida com as águias.

"O Benfica tem vindo a crescer desde a entrada do mister Bruno Lage, mas o FC Porto tem sempre a consistência que caracteriza o clube. Por isso, espero que este campeonato e o título vá para os lados do Norte", assumiu, considerando ainda "uma situação engraçada" ter o irmão Vasco a jogar pelos encarnados (equipa de sub-23): "Falo com ele todos os dias. É uma situação engraçada tê-lo do outro lado, mas acaba por ser normal por sermos uma família do futebol".

Em relação a esta partida, Gonçalo Paciência repartiu o favoritismo entre os dois conjuntos. "Vou ter de utilizar o chavão do futebol e dizer que é um jogo de 50/50. Nós estamos a fazer uma grande temporada, estamos com os índices confiança altos, mas do outro lado está o Benfica, com alguma história nas competições europeias. Vai ser um jogo em que estão duas grandes equipas", ressalvou, garantindo encarar com satisfação o facto de voltar a Portugal - mais do que propriamente defrontar o Benfica: "O sentimento é o normal. Contente, mais pelo regressar ao meu país. É uma grande honra estar aqui pelo Eintracht. Vai ser um grande jogo e espero que o resultado venha para o nosso lado. Marcar ao Benfica? Marcar é sempre bom e gratificante. Atendendo a todo o contexto, ao facto de estarmos nos quartos, seria muito bom para mim e para a equipa. Marcar na Luz pode ser especial porque pode ser importante para a segunda mão", sentenciou.

O técnico Adi Hutter, por seu lado, deixou a garantia de que o Eintracht Frankfurt não se irá apresentar na Luz com uma postura defensiva. "Queremos marcar um golo ou dois, esse é o nosso plano, mas temos de defender bem. No fundo, vamos ter encontrar um equilíbrio entre uma defesa controlada, ao mesmo tempo que precisamos de atacar com coragem. Vão estar em campo duas equipas que gostam de atacar e haverá situações em que podemos pressionar mais. Sabemos que não podemos ter abordagem defensiva, temos de trabalhar muito, atacar com acutilância e tentar perturbar o Benfica no seu meio-campo. Se perdermos a bola temos de a recuperar de forma rápida", salientou.

Para o treinador austríaco, as águias têm uma "ligeira vantagem" neste encontro pelo facto de jogarem em casa. "Vamos jogar olhos nos olhos. Temos um sonho e temos de jogar o máximo para ter uma boa vantagem para o segundo jogo. É preciso ver como corre o jogo. Se formos a melhor equipa e perdermos ou empatarmos, não vou ficar contente. Mas se não formos a melhor equipa e empatarmos, fico contente. Marcar é importante e não sofrer é um bom ponto de partida", frisou. Questionado sobre o jogador do Benfica que considera mais perigoso, Hutter ressalvou que os encarnados valem "pelo coletivo", mas acabou por deixar elogios para dois jogadores em especial. "Talvez o João Félix tendo em conta o talento que tem. Mas o Benfica tem muitos jogadores perigosos que podem marcar. O Seferovic também - conhecemo-lo muito bem da Bundesliga e sabemos que pode marcar. E nas bolas paradas há defesas que jogam muito bem de cabeça", concluiu.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×