21/9/19
 
 
Proteção Civil emite aviso à população: precipitação, neve, vento e agitação marítima

Proteção Civil emite aviso à população: precipitação, neve, vento e agitação marítima

Ricardo Meireles Jornal i 05/04/2019 18:10

Más notícias para o fim de semana

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu esta sexta-feira um aviso à população devido ao agravamento das condições meteorológicas nos próximos três dias.

De acordo com um comunicado da ANPC, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê queda de neve persistente e com acumulação acima dos 800/1000 m, nas regiões do Norte e Centro, com especial destaque para as formações da Peneda-Gerês, Montesinho, Alvão-Marão, Montemuro e Estrela.

O IPMA prevê ainda precipitação, pontualmente forte, em especial nas regiões do litoral Norte e Centro, estendendo-se progressivamente às restantes regiões. Durante a tarde e noite de domingo, é esperada precipitação persistente na região do Minho e Douro Litoral, bem como condições de instabilidade com ocorrência de aguaceiros que podem ser de granizo e acompanhados de trovoada.

Relativamente ao vento, esta sexta-feira, é esperado vento moderado a forte do quadrante Oeste no litoral a Sul do cabo Mondego, com rajadas até 70 km/h. Nas terras altas, vento a soprar moderado/forte, com rajadas até 70 Km/h.

Sábado e domingo, prevê-se vento forte de quadrante oeste, com rajadas até 70 km/h, no litoral oeste e nas terras altas.

De acordo com a mesma nota, o  IPMA prevê ainda agitação marítima forte com ondas de noroeste de 4 a 5 metros na costa ocidental até às 10 horas de domingo.

Assim, a Proteção Civil alerta para situações como piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo; Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;  Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis; Danos em estruturas montadas ou suspensas; Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte; entre outros.

Desta forma, a ANPC recorda que "o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×