25/6/19
 
 
Continente quer acabar com sacos de plástico para frutas e legumes

Continente quer acabar com sacos de plástico para frutas e legumes

Joana Marques Alves 02/04/2019 18:24

“Caso todos os clientes aderissem a alternativas sustentáveis ao plástico para a compra de frutas e legumes, a poupança potencial seria de mais de 430 toneladas de plástico por ano”

Numa altura em que a ‘guerra’ ao plástico ganha cada vez mais apoiantes, o Continente decidiu criar alternativas ao uso dos sacos feitos deste material nas secções de frutas e legumes.

Neste projeto-piloto, que está a decorrer desde o final de março, o consumidor pode escolher entre trazer um saco de casa ou pedir um saco reutilizável feito em algodão, disponibilizado na loja. Além disso, é dado ao cliente um cartão feito de papel reciclado para que este possa colar as etiquetas com os preços e os códigos de barras.

“Caso todos os clientes aderissem a alternativas sustentáveis ao plástico para a compra de frutas e legumes, a poupança potencial seria de mais de 430 toneladas de plástico por ano”, lê-se no comunicado do Continente enviado às redações.

Além desta iniciativa, que se insere no âmbito do projeto ‘Compromisso para o Uso Responsável de Plásticos’, a cadeia de hipermercados está a ponderar alterar também os sacos da secção de padaria, que costumam ser compostos por papel e uma parte transparente de plástico. A ideia era substituir esta parte por fibras naturais de papel – assim, o saco seria 100% reciclável.

“Este projeto está a decorrer nas lojas Continente Vasco da Gama e Continente Marechal Gomes da Costa em ambos os pilotos (padaria e frutas e legumes); Continente Valongo apenas na padaria e em breve também no Continente de Lousada; Continente Gaiashopping apenas nas frutas e legumes”, refere a mesma nota.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×