16/9/19
 
 
Polémica entre Isabel Moreira e CDS acaba com um pedido de desculpa

Polémica entre Isabel Moreira e CDS acaba com um pedido de desculpa

Luís Claro 31/03/2019 20:46

Assunção Cristas e CDS de Barcelos condenaram atitude do dirigente local, mas ex-deputado centrista diz que socialista é "provocadora"

A polémica entre a deputada Isabel Moreira e um dirigente local do CDS acabou com um pedido de desculpas. A socialista denunciou, nas redes sociais, que um dirigente do CDS de Barcelos lhe chamou “fufa de merda” e desafiou Assunção Cristas a tomar uma posição. Não foi preciso muito tempo para a presidente do CDS condenar o comentário feito por Armindo Leite.

“O CDS pauta-se pelo respeito de todas as pessoas e de todos os pontos de vista e condena comentários deste teor. Apesar de só vincular o próprio, não posso deixar de lamentar profundamente o sucedido e pedir desculpa à Isabel Moreira”, escreveu Cristas, no Twitter.

Isabel Moreira divulgou, na sexta-feira à noite, um comentário insólito de Armindo Leite, que pertence à Comissão Política da concelhia do CDS de Barcelos. “És uma vergonha, fufa de merda, mata-te...”

A deputada e constitucionalista  condenou o comentário “sexista, homofóbico, criminoso e cobarde” e exigiu uma reação da direção do CDS. Mais tarde,  Isabel Moreira agradeceu “a reação decente” de Assunção Cristas. “Repudiar o ódio é um imperativo democrático (...) Espero que este episódio permita um debate no próprio CDS sobre o que temos que fazer para erradicar a homofobia e o ódio com base nos vários preconceitos que nos limitam enquanto sociedade. Liderança é saber repudiar o ódio e continuar a trabalhar para o recusar na democracia que é de todas e de todos nós”, afirmou a deputada socialista. 

Atitude homofóbica

A concelhia do CDS de Barcelos também se distanciou de “qualquer comportamento ou atitude homofóbica, xenófoba ou sexista venha ela de quem vier. Sendo um partido tolerante e respeitador não nos revemos em declarações que ponham em causa a liberdade de opinião de quem quer que seja”.

O CDS de Barcelos, quis deixar claro, em comunicado, que “não é responsável nem pode ser comprometida pelas posições que qualquer dos seus elementos, a título particular, possa exprimir”.

Nem todos os centristas estiveram, porém, ao lado da presidente do partido. O ex-deputado Raul Almeida condenou a atitude do dirigente do CDS de Barcelos, mas escreveu, na sua página do facejou, que “Isabel Moreira é mal educada, insolente, impertinente, provocadora e adora tudo o que lhe possa dar protagonismo pelo choque”. Para  o ex-deputado centrista, trata-se apenas de “uma contenda entre dois malcriados” e a reação de Assunção Cristas foi “lamentável”. Armindo Leite, contactado pelo i, na sexta-feira, rejeitou ter escrito qualquer comentário dirigido a Isabel Moreira. “Não tenho conhecimento de nada. Não faço a mínima ideia. Eu não fiz nada. Palavra de honra”. O centrista colocou a hipótese de se tratar de um perfil falso e garantiu que não seria a primeira vez que isso lhe acontecia por razões políticas. O dirigente local não voltou a falar sobre o assunto, mesmo depois de ter sido criticadeo pela líder do partido. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×