16/9/19
 
 
PCP. Miguel Casanova recusa 12 mil euros e exige ser reintegrado

PCP. Miguel Casanova recusa 12 mil euros e exige ser reintegrado

João Porfírio 25/03/2019 21:33

Filho do histórico militante do PCP, José Casanova, terá recusado 12 mil euros de indemnização do PCP.

Miguel Casanova tem um processo em tribunal contra o PCP por considerar que houve um despedimento ilegal. O caso seguiu os seus trâmites em tribunal e o ex-funcionário do partido pede para ser reintegrado. 

Segundo a Lusa, Miguel Casanova recusou 12 mil euros de indeminzação por compensação dos dez anos de trabalho e pediu para ser reintegrado. O filho do histórico militante comunista José Casanova recusou a "compra do posto de trabalho com o dinheiro dos militantes", de acordo com uma fonte citada pela Lusa.

O PCP tem alegado que esta é uma matéria de foro interno do partido e o próprio secretário-geral, Jerónimo de Sousa, afirmou que Miguel Casanova terá abandonado o posto de trabalho, numa entrevista que deu ao site Polígrafo.

As alegações finais do processo estão marcadas para esta sexta-feira. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×