19/9/19
 
 
Tribunal Internacional. Ivo Rosa contra prisão prepétua para responsável do massacre de Srebrenica

Tribunal Internacional. Ivo Rosa contra prisão prepétua para responsável do massacre de Srebrenica

Felícia Cabrita 20/03/2019 18:12

Juiz português é um dos cinco magistrados que fazem parte do Tribunal Penal Internacional. Votou contra prisão prepétua ao lado do colega espanhol

Radovan Karadzic, antigo líder sérvio da Bósnia e um dos cérebros do cerco a Sarajevo e do massacre de Srebrenica, entre 1992 e 1995, viu hoje alterada para prisão perpétua a sua condenação inicial a 40 anos de prisão decretada pelo Tribunal Penal Internacional (TPI). A decisão teve o voto contra do juiz Ivo Rosa, que integrou este tribunal internacional formado em Haia para suceder ao TPI, composto por cinco magistrados de diversas nacionalidades.

A sentença é inédita e acaba por agravar a pena de 40 anos de prisão por genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra durante a guerra na Bósnia a que Karadzic fora condenado pelo TPI em primeira instância e da qual recorreu entretanto.

A maioria do colectivo de Haia considerou, porém, que este é o caso mais grave que alguma vez julgou, classificando o cerco a Sarajevo e o massacre de Srebrenica como os mais atrozes crimes contra humanidade ocorridos na Europa a seguir à Segunda Guerra Mundial. 

O juiz Ivo Rosa e o colega espanhol votaram contra por considerarem que a pena aplicada pela primeira instância (o TPI) era suficiente. Karadzic tem atualmente 72 anos está detido em Haia.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×