19/6/19
 
 
Liga Europa. Benfica dá a volta e está nos quartos-de-final

Liga Europa. Benfica dá a volta e está nos quartos-de-final

Bruno Venâncio 14/03/2019 22:50

As águias venceram o Dínamo de Zagreb por 3-0 (após prolongamento), com um golo de Jonas e dois verdadeiros golaços apontados por Ferro e Grimaldo, e garantiram o apuramento

Missão cumprida... mas com muito sofrimento à mistura: o Benfica está nos quartos-de-final da Liga Europa, depois de vencer o Dínamo de Zagreb por 3-0 na Luz, na segunda mão dos oitavos, mas apenas após prolongamento. Jonas, saído do banco ao intervalo, fez o primeiro das águias, a que se seguiram dois golos monumentais: um do central Ferro, já aos 94', e outro do lateral-esquerdo Grimaldo, aos 105'. O Benfica deu assim a volta à eliminatória, depois da derrota por 1-0 na Croácia, na primeira mão.

Bruno Lage voltou a surpreender no onze inicial, dando a titularidade a Fejsa, que estava ausente dos relvados desde janeiro, além de Yuri Ribeiro, Zivkovic e Jota, que fez dupla no ataque com Rafa. A ausência de um ponta-de-lança de raiz fez-se sentir sobremaneira na primeira parte, com os encarnados a criar pouquíssimas situações de perigo para a baliza do crónico campeão croata.

Ao intervalo, o técnico nascido em Setúbal colocou em campo Grimaldo e Jonas, sacrificando Yuri Ribeiro e Zivkovic, e a qualidade do futebol do Benfica subiu exponencialmente. Foi já com João Félix em campo (substituiu Jota, muito apagado) que surgiu o primeiro golo, num remate de primeira de Jonas no limite da grande área, após assistência de Pizzi. O (primeiro) momento alto da noite, todavia, estava guardado para o prolongamento: aos 94', num lance de insistência após canto, Ferro encheu-se de alma e atirou uma verdadeira bomba do meio da rua, sem quaisquer hipóteses de defesa para o guardião Livakovic.

Em cima do intervalo do tempo extra, já depois do Dínamo ter desperdiçado uma oportunidade clamorosa, com Gojak a desviar para bem longe da baliza encarnada quando tinha tudo para bater Vlachodimos, e da expulsão de Stojanovic por protestos, Grimaldo selou o resultado com mais um remate do meio da rua, que entrou direitinho ao ângulo da baliza croata. No segundo tempo, registo apenas para uma perdida incrível de Atiemwen, que depois de passar por Rúben Dias atirou ao lado do poste esquerdo da baliza encarnada, e uma grande defesa de Livakovic a remate de Pizzi.

Nos outros jogos do dia, destaque para outro jogador com forte ligação aos encarnados: Gonçalo Guedes saltou do banco para fazer, já nos descontos, o golo que colocou o Valência nos quartos-de-final. Os espanhóis tinham vencido o Krasnodar por 2-1, na primeira mão, e sofreram o golo que apurava os russos aos 85'. Num dos últimos lances do jogo, o internacional português disparou para o fundo das redes adversárias e apurou a equipa che. Realce também para a maior surpresa da ronda: o Slavia de Praga eliminou o Sevilha de Daniel Carriço e André Silva, autêntico bicho-papão da prova (três conquistas seguidas, entre 2014 e 2017), vencendo por 4-3 (também após prolongamento) na República Checa depois do 2-2 da primeira mão, em Sevilha.

Em frente seguem ainda o Nápoles, de Mário Rui (perdeu 3-1 na Áustria, frente ao Salzburgo, mas tinha ganho por 3-0 em Itália na primeira mão), e o Eintracht Frankfurt, de Gonçalo Paciência, que eliminou o Inter de Milão de Cédric: venceu por 1-0 em San Siro (golo de Jovic, emprestado pelo Benfica), depois do 0-0 registado na Alemanha. Também o Villarreal, carrasco do Sporting nos 16-avos-de-final, continua em prova: ao triunfo por 3-1 sobre o Zenit (de Neto, que não saiu do banco), na Rússia, somou agora nova vitória em Espanha, desta feita por 2-1, num jogo apitado pelo português Artur Soares Dias.

 

Equipas apuradas para os quartos-de-final da Liga Europa

Benfica

Valência

Chelsea

Nápoles

Villarreal

Arsenal

Eintracht Frankfurt

Slavia de Praga

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×