22/5/19
 
 
Brasil. Um dos autores do tiroteio em escola matou cúmplice e suicidou-se a seguir

Brasil. Um dos autores do tiroteio em escola matou cúmplice e suicidou-se a seguir

DR Jornal i 14/03/2019 09:02

Autores do crime teriam pacto

Dois atiradores, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, mataram cinco alunos e duas funcionárias da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, no estado de São Paulo, causando também vários feridos.

De acordo com o jornal “Estadão”, os investigadores da Polícia Militar conta que os autores do crime cumpriram um pacto estabelecido antes do massacre. Com a chegada da polícia, Guilherme Taucci matou o cúmplice, Luiz Castro, e suicidou-se a seguir.

Segundo a “Globo”, que fez uma análise do perfil de Taucci, o jovem era um fã assumido de Bolsonaro e adorava armas.  “Armas", "Eu Amo Armas" e "Portal Armas de Fogo" são algumas das páginas com as quais o jovem mais interagia na rede social.

Recorde-se que Taucci publicou fotos no Facebook, num perfil sob o nome de “Guilherme Alan”, poucas horas antes do ataque, com uma máscara com uma caveira e com uma arma, tendo avisado vários colegas para “ficarem espertos” três dias antes, de acordo com a “Veja”.

Os familiares de ambos os rapazes descreveram-nos como perfeitamente normais, e os colegas garantem que nenhum deles sofria bullying, apesar de várias pessoas referirem os complexos de Taucci com o seu acne.

"Era um menino bonzinho, não tinha problemas com drogas e nunca me deu trabalho", disse o avô do jovem.

Já Luiz Henrique de Castro era jardineiro e morava com pais e os avós.               

Ambos os atiradores eram ex-alunos da escola.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×