12/7/20
 
 
Companhia etíope imobiliza frota Boeing 737 após queda de avião que fez 157 mortos

Companhia etíope imobiliza frota Boeing 737 após queda de avião que fez 157 mortos

Jornal i 11/03/2019 09:20

Autoridades chinesas também ordenaram utilização do mesmo modelo
 

A companhia aérea Ethiopian Airlines anunciou, esta segunda-feira, que imobilizou todos os seus Boeing 737 MAX. A decisão foi tomada na sequência da queda de uma das suas aeronaves que matou as 157 pessoas que seguiam a bordo, este domingo.

 "Após o trágico acidente de [voo] ET 302 (...), a Ethiopian Airlines decidiu imobilizar toda a sua frota de Boeing 737 MAX de ontem [domingo], 10 de março, até novo aviso", informou a companhia aérea, num comunicado publicado na rede social Twitter.

As autoridades chinesas também ordenaram a todas as companhias aéreas do país para que deixem de usar temporariamente aviões Boeing 737 Max 8. A Administração da Aviação Civil da China sublinha preocupações com a segurança, pois o acidente de domingo é o segundo com aquele modelo em pouco mais de dois meses.

Recorde-se que o primeiro ocorreu a 29 de dezembro ao largo da costa da Indonésia, em circunstâncias semelhantes e também não houve quaisquer sobreviventes.

Este domingo, o avião da transportadora etíope tinha partido da capital, com destino à capital do Quénia, Nairobi, tendo caído pouco depois da descolagem a 42 quilómetros de Adis Abeba

As causas do acidente ainda não são conhecidas.
 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×