14/11/19
 
 
Inglaterra. Arsenal vence United e já espreita o pódio

Inglaterra. Arsenal vence United e já espreita o pódio

Laura Ramires 10/03/2019 20:39

Gunners bateram os red devils (2-0) e saltaram para os lugares que dão acesso à Champions. Já o United pode agradecer ao Wolverhampton o facto de ainda estar no top5

O Arsenal-Manchester United era o jogo grande do cartaz entre as principais ligas europeias. Depois da reviravolta incrível protagonizada em Paris, que colocou os red devils nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, os vermelhos de Manchester deslocaram-se até ao Emirates para defender o quarto posto na tabela, último lugar que dá acesso à prova milionária.

Com Diogo Dalot a titular nesta 30.ª jornada da Liga inglesa, o United acabaria, contudo, por ver interrompida uma série de cinco jogos sem perder. 

Os gunners colocaram-se em vantagem logo ao minuto 12, por Xhaka, e Aubameyang fixou o resultado final em 2-0, ao minuto 69, de grande penalidade.

Com este triunfo, os comandados de Unai Emery ascenderam ao 4.º posto, que agora ocupam com 60 pontos – a apenas um do Tottenham, que fecha o pódio da prova. 

Por sua vez, o Manchester United caiu para o quinto lugar na tabela, com 58 pontos, e pode mesmo agradecer ao Wolverhampton de Nuno Espírito Santo o facto de ainda marcar presença no top5, que dá acesso às provas europeias, neste caso à Liga Europa.

Ainda antes dos red devils terem saído derrotados do Emirates, os lobos deslocaram-se até Stamford Bridge para arrancar um empate (1-1) diante do Chelsea. 

Wolves: a equipa sensação Diga-se que a equipa orientada pelo técnico português esteve muito perto de vencer depois de inaugurar o marcador aos 56 minutos, pelo ex-Benfica Jiménez.

Com quatro portugueses em campo – Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota –, a equipa sensação da Premier League só não saiu do reduto do Chelsea com os três pontos graças a Eden Hazard, que igualou a partida já em tempo de compensação (92’).

A verdade é que este empate a uma bola mantém a turma de Maurizio Sarri no 6.º posto na tabela, com 57 pontos, e impediu que o Chelsea fosse capaz de ultrapassar o United. Já os ‘wolves’ continuam imediatamente atrás dos homens de Stamford Bridge (7.º), ainda que com uma desvantagem de 13 pontos.

No sentido inverso ao da equipa mais portuguesa de Inglaterra está o Everton de Marco Silva. Os toffees voltaram às derrotas este sábado, no terreno do Newcastle (3-2), e cairam para a 11.ª posição na tabela, um resultado que parece deixar cada vez mais comprometido o futuro do português no emblema de Liverpool, onde aterrou em maio de 2018.

City de Bernardo Silva segue no topo No primeiro posto na tabela da Premier League, e sem novidades, continua o Manchester City, que este fim de semana bateu o Watford (3-1) no Etihad. Bernardo Silva e companhia seguem no primeiro lugar com 74 pontos, mais um do que o Liverpool, segundo classificado, que também venceu o seu compromisso, na receção ao Burnley (4-2).

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×