20/9/20
 
 
Menos IVA na restauração foi sinónimo de mais emprego e mais remuneração em 2017

Menos IVA na restauração foi sinónimo de mais emprego e mais remuneração em 2017

Jornal i 08/03/2019 20:06

As contribuições para a Segurança Social geraram uma receita de 289,5 milhões de euros no segundo semestre de 2017

A diminuição do IVA para 13% no continente, 12% nos Açores e 9% na Madeira levou a um aumento do emprego, do salário e das contribuições sociais, no segundo semestre de 2017.

Os dados do relatório final divulgado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, mostram que o emprego no setor da restauração aumentou 9,9% para mais de 240 mil pessoas. Já no que diz respeito às remunerações, registaram um aumento de 4,4%. 

"Ao mesmo tempo, o número de desempregados subsidiados com origem no setor da restauração diminuiu 10,6%, o que se traduziu numa redução de 11,2% do montante despendido com prestações de desemprego para desempregados oriundos do setor, no correspondente a uma poupança de aproximadamente 4 M€", pode ler-se. 

As contribuições para a Segurança Social geraram uma receita de 289,5 milhões de euros no segundo semestre de 2017. 

A receita bruta do IVA da restauração cresceu 14,8% e gerou mais 30 milhões de euros, um total de 238 milhões de euros. "O setor teve assim um contributo de 2,2% para a receita global do IVA, superando o contributo de 2,1% registado no 2.º semestre de 2016", explicou o Gabinete. 

"A descida da taxa de IVA na restauração assentou no compromisso assumido pelo Governo de promover maior dinamismo e emprego num setor com forte relevância na economia nacional, com grande capacidade de criação de postos de trabalho disseminados por todo o território, no âmbito de uma estratégia mais ampla de estímulo à economia com especial enfoque na criação de emprego", conclui.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×