20/9/19
 
 
Chelsea Manning detida por se recusar a testemunhar no caso WikiLeaks

Chelsea Manning detida por se recusar a testemunhar no caso WikiLeaks

Twitter Jornal i 08/03/2019 20:01

Manning foi detida esta sexta-feira

Esta sexta-feira, a ex-analista de inteligência do exército norte-americano, Chelsea Manning, foi detida depois de se recusar a testemunhar perante um júri durante uma investigação sobre o caso WikiLeaks.

O juiz responsável pelo caso, Claude Hilton, decretou que esta fosse detida até que resolva colaborar ou até o inquérito estar concluído.

Citada pela Sky News, a ex-analista norte americana disse que vai "aceitar as consequências", tendo ainda referido que se opõe ao secretismo do processo do júri e que já revelou tudo aquilo que sabe em tribunal.

A sua defesa pede que Manning seja colocada em prisão domiciliária em vez de estar num estabelecimento prisional, devido às complicações médicas que enfrenta.
Recorde-se que Chelsea Manning foi condenada por espionagem e outras ofensas por um tribunal marcial em 2013, e condenada a 35 anos de prisão por libertar cerca de 700 mil documentos secretos de inteligência militar para a página WikiLeaks.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×