22/11/19
 
 
Caso do Bairro da Jamaica. "O que é significativo não são os irritantes do passado, nem os insignificantes do presente", diz Marcelo

Caso do Bairro da Jamaica. "O que é significativo não são os irritantes do passado, nem os insignificantes do presente", diz Marcelo

05/03/2019 16:13

Presidente da República aterrou esta terça-feira em Luanda pelas 16 horas (hora de Lisboa) para uma visita de Estado de quatro dias a Angola. O Presidente desvalorizou a mais recente polémica sobre o alegado pedido de desculpas do ministro dos Negócios Estrangeiros português ao seu homólogo por causa dos incidentes no Bairro da Jamaica.  Marcelo Rebelo de Sousa diz que o seu estado de espírito para esta visita é de "confiança".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aterrou esta terça-feira em Luanda para uma visita de Estado de quatro dias com o espírito de "confiança". 

"A visita de Estado do presidente João Lourenço [a Portuga] foi histórica, vou tentar corresponder", afirmou o presidente da República nas primeiras declarações da visita, transmitidas em direto pela RTP.  As declarações do presidente da República, que se transformaram numa conferência de imprensa, começaram pelo seu estado de espírito. Há um ano e meio, Marcelo Rebelo de Sousa participou na tomada de posse de João Lourenço com "um estado de espírito de expetativa e de esperança". Agora, passados 18 meses, o estado de espírito de Marcelo Rebelo de Sousa é de "confiança".

Questionado pelos jornalistas sobre a polémica em torno da existência ao não de um pedido de desculpas por parte do ministro dos Negócios Estrangeiros português ao seu homólogo, Manuel Augusto, por causa dos incidentes no Bairro da Jamaica, o Presidente da República desvalorizou o caso. "Verdadeiramente, o que é significativo não são os irritantes do passado, nem os insignificantes do presente, mas os importantes do futuro", declarou o Chefe de Estado.

Manuel Augusto chegou a dizer que Augusto Santos Silva lhe telefonou a lamentar os incidentes no Bairro da Jamaica e terá pedido desculpas. Ora o próprio Ministério dos Negócios Estrangeiros só confirmou que lamentou o sucedido, sem pedir desculpas. O caso também foi desvalorizado esta terça-feira pelo primeiro-ministro, em declarações à SIC- Notícias, antes de participar no programa de entretenimento de Cristina Ferreira.

Marcelo Rebelo de Sousa preferiu falar do futuro e considerou que a "visita será bem sucedida se for mais um passo para o futuro". O Presidente foi convidado para o aniversário de João Lourenço mas não quis revelar aos jornalistas os presentes que lhe leva. Não seria bonito anunciá-los por antecipação. 

A visita servirá ainda para avaliar o processo de pagamento de dívidas a empresas portuguesas, uma situação que João Lourenço já garantiu que será resolvida.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×