25/4/19
 
 
Democratas e republicanos chegam a acordo mas Trump não está contente

Democratas e republicanos chegam a acordo mas Trump não está contente

AFP João Campos Rodrigues 12/02/2019 18:52

Legisladores democratas e republicanos anunciaram um acordo, com objetivo de evitar uma nova paralisação do governo. Continuam a negar os fundos desejados para a construção do muro de Trump.

Contra todas as expetativas, após um fim-de-semana de grande discordância, legisladores democratas e republicanos anunciaram um acordo, com objetivo de aprovar financiamento para as agências federais norte-americanas e evitar uma nova paralisação do governo. O acordo continuará a negar ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, boa parte dos fundos que pretende para a construção de um muro na fronteira com o México. Mesmo que as medidas passem no Congresso, ainda não é claro se o presidente as irá aprovar atempadamente. A data limite dos fundos temporários em vigor é só até sexta-feira. 

"Se estou contente? A resposta é não, não estou", afirmou Trump. Mas o fato de a responsabilidade pela anterior paralisação do governo, a mais longa da história, ter-lhe sido maioritariamente imputado, poderá forçar a mão do chefe de Estado. "Não creio que vamos ter uma paralisação", considerou Trump, que pretende "adicionar coisas" ao acordo.

O acordo é fruto de concessões de ambos os partidos. Os democratas abdicam da sua reinvindicação de não disponibilizar nenhum fundo para barreiras físicas na fronteira, acabando por conceder 1,375 mil milhões de dólares para esse propósito - muito abaixo dos 5,7 mil milhões de dólares pretendidos por Trump. Os democratas recuaram também no que toca à diminuição de camas de detenção ao dispor dos serviços fronteiriços. O objetivo da diminuição seria obrigar os agentes dos serviços alfandegários a selecionar quem detêm, diminuindo as deportações de migrantes cumpridores da lei. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×