19/8/19
 
 
Marcelo Rebelo de Sousa recusa comentar pedido do BE para exoneração de Carlos Costa

Marcelo Rebelo de Sousa recusa comentar pedido do BE para exoneração de Carlos Costa

João Porfírio Jornal i 11/02/2019 22:48

“Não é poder do Presidente da República” comentar “posições de dirigentes, de parlamentares, de governantes”.

À saída da reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, Marcelo Rebelo de Sousa recusou responder às questões feitas pelos jornalistas que li se encontravam sobre o pedido do Bloco de Esquerda para a exoneração do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, afirmando que este “não é um poder do Presidente da República” comentar “posições de dirigentes, de parlamentares, de governantes”.

“Já disse tudo aquilo que havia a dizer em relação à Caixa Geral de Depósitos. O diploma que era preciso promulgar para tornar claro o acesso à informação bancária, eu promulguei imediatamente. Portanto, dei condições para o Parlamento exercer soberanamente a sua função de inquérito, para além do apuramento que tenha que ser feito a todos os níveis relativamente ao que aconteceu no passado na Caixa Geral de Depósitos, que como sabem, envolve dinheiro dos contribuintes, ou seja, dinheiro dos portugueses”, disse o chefe de Estado.

Recorde-se que esta segunda-feira, o BE e o CDS-PP admitiram pedir a exoneração de Carlos Costa, no que diz respeito à sua ligação à CGD e à investigação do supervisor ao banco público.

Recorde-se que, além do Banco de Portugal e da CGD, o Ministério Público também está a avaliar se há crimes envolvidos para, eventualmente, colocar ações de responsabilidade civil sobre os ex-gestores.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×