18/2/19
 
 
Eusebio Di Francesco: "Sérgio Conceição deu identidade ao FC Porto"

Eusebio Di Francesco: "Sérgio Conceição deu identidade ao FC Porto"

Bruno Venâncio 11/02/2019 16:30

O treinador da Roma teceu rasgados elogios ao homólogo portista e anteviu um jogo 

O FC Porto defronta esta terça-feira a Roma, na capital italiana, na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na antevisão do confronto, Eusebio Di Francesco, o treinador dos romanos, reservou rasgados elogios para Sérgio Conceição, que enquanto jogador brilhou em Itália ao serviço... da Lazio, precisamente o maior rival da Roma.

"Está a fazer um grande trabalho. Já o tinha feito no Nantes e está a continuar esse percurso de crescimento. Deu identidade à equipa, deu algo importante ao FC Porto: uma equipa mais concreta de todos os pontos de vista", salientou o antigo internacional italiano, considerando ainda que os dragões têm alternativas de qualidade para suprir as ausências de Marega, lesionado, e Corona, castigado: "O FC Porto tem substitutos muito bons, o Otávio e o Soares são jogadores com características diferentes, especialmente o Soares. São dois jogadores fortes. E para além das individualidades, o FC Porto é uma equipa sólida, dura, uma das equipas que ganhou mais duelos defensivos. É uma equipa que joga muito bem coletivamente. Do ponto de vista físico, será um jogo muito complicado."

Também Daniele de Rossi, capitão e uma das lendas vivas do clube romano, teceu elogios ao adversário desta terça-feira, lembrando que o FC Porto "é uma equipa com muita tradição na Liga dos Campeões". Ainda assim, o médio lembra que a Roma também ganhou experiência com a campanha da última temporada, na qual chegou às meias-finais, com uma eliminatória épica com o Barcelona pelo caminho. "Já temos experiência, estamos mais preparados para jogos mais delicados. Defrontámos equipas como o Real Madrid, Barcelona, equipas com mais tradição. O FC Porto também é uma equipa com muita tradição, experiente, mas a Roma já ganhou experiência e confiança. A experiência da época passada foi positiva, até podia ter sido melhor. Temos de preparar da melhor forma possível o jogo", salientou.

O internacional italiano, de 35 anos, garante também que a equipa romana está numa fase bem mais positiva em relação a novembro e dezembro, onde somou apenas uma vitória em sete jogos - numa altura em que De Rossi estava ausente por lesão. "Fiquei um pouco dececionado pelos resultados, não refletiram as exibições. Acho que fizemos alguns jogos muito bons. A equipa só não tinha capacidade de reagir aos golos sofridos. Tirando o jogo de Florença [derrota por 7-1 a 30 de janeiro, para a Taça de Itália, no regresso de De Rossi], os outros jogos [em 2019] foram sempre bons", realçou o médio, aproveitando ainda para defender Kolarov, que tem sido apupado pelos próprios adeptos da Roma depois de ter referido que, no seu entender, os adeptos têm direito a reclamar mas "não percebem nada de futebol". "Ele dá sempre o que tem. O Kolarov é um profissional como poucos", sentenciou De Rossi.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×