19/7/19
 
 
Violência doméstica. “Cada vida perdida é uma ofensa à sociedade em que vivemos”, diz Costa

Violência doméstica. “Cada vida perdida é uma ofensa à sociedade em que vivemos”, diz Costa

Miguel Silva Cristina Rita 06/02/2019 16:17

Primeiro-ministro anuncia que haverá esta quinta-feira uma reunião entre a ministra da presidência, a da justiça, o ministro da Administração Interna, a Procuradora-geral da República, e as forças de segurança

O primeiro-ministro considerou esta quinta-feira que “cada vida perdida é uma ofensa à sociedade em que vivemos” e que “nenhum de nós pode dormir descansado”, enquanto existirem vítimas de violência doméstica.  Por isso, o governo vai promover esta quinta-feira um encontro entre vários ministérios- presidência, justiça e administração interna, com a Procuradora-Geral da República e as forças de segurança para tentar “aperfeiçoar” as respostas a dar.

Foi desta forma que António Costa respondeu ao desafio do líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, sobre um problema que está a afetar a sociedade, com o registo de nove vítimas mortais desde o ínicio de 2019.

Também a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou que a violência doméstica é o maior problema de segurança interna do País e Costa lembrou que tem de existir uma mudança cultura. “Enquanto ainda houver aquela velha ideia que entre marido e mulher não se mete a colher, não conseguiremos exterminar “ o problema, advertiu o primeiro-ministro, exortando a essa alteração cultural.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×