6/12/19
 
 
Seixal. Suspeito de matar a filha de dois anos deixou chave do carro onde estava o corpo a taxista

Seixal. Suspeito de matar a filha de dois anos deixou chave do carro onde estava o corpo a taxista

José Sérgio Jornal i 05/02/2019 23:09

A Polícia Judiciária confirmou esta terça-feira que a criança de dois anos encontrada morta na bagageira do carro apresentava sinais de asfixia, um dia depois de o suspeito ter alegadamente assassinado a sogra

Pedro Henriques, o homem suspeito de matar a filha e a sogra em Corroios, no Seixal, terá deixado a chave do carro onde deixou o corpo da criança, de dois anos, a um taxista.

De acordo com a notícia avançada pelo Observador, o homem apanhou um táxi em Pombal, depois de ter chegado de comboio, e pediu para ser transportado até Castanheira de Pera, onde foi encontrado morto.

Marco Martins, o taxista, citado pelo Observador, contou que o suspeito pediu que o deixasse junto a um pinhal, o mesmo onde viria a ser encontrado já sem vida horas depois, e pediu que este esperasse por ele, uma vez que precisava de ir a uma casa ali perto e regressava para que o taxista o levasse ainda a Ansião.

Como prova de que voltaria, Pedro Henriques deixou a chave do carro, o mesmo onde tinha deixado o corpo da filha, em cima do tablier do táxi, mas nunca regressou.

A Polícia Judiciária confirmou esta terça-feira que a criança de dois anos encontrada morta na bagageira do carro apresentava sinais de asfixia, um dia depois de o suspeito ter alegadamente assassinado a sogra.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×