11/11/19
 
 
PS acusa Mário Nogueira de marcar reunião só para atacar os socialistas

PS acusa Mário Nogueira de marcar reunião só para atacar os socialistas

Jornal i 30/01/2019 17:14

Para o dirigente socialista Porfírio Silva, a Fenprof demonstra uma “agressividade sistemática” para com o PS

O dirigente socialista Porfírio Silva acusou o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, de marcar uma reunião com o grupo parlamentar do PS apenas para, no fim, atacar o partido, distorcendo o conteúdo do encontro.

Na terça-feira, o grupo parlamentar do PS reuniu-se com a Fenprof, no parlamento. No fim do encontro, em declarações aos jornalistas, o secretário-geral do sindicato, Mário Nogueira, mostrou-se pouco animado e criticou o silêncio do governo em relação ao descongelamento das carreiras e a inação dos deputados socialistas.

Mas, segundo Porfírio Silva, essa versão não corresponde ao que aconteceu no encontro.  “Contrastando o que se passou na reunião e as declarações do secretário-geral da Fenprof à saída, concluo que devemos ter estado em reuniões diferentes”, escreveu.

Para o dirigente do PS, as declarações do secretário-geral da Fenprof comprovam que “a reunião para si [Mário Nogueira] apenas teve um único interesse: poder, à saída, atacar, mais uma vez, o PS”.

No texto que intitulou como “Postal aberto ao secretário-geral da Fenprof”, Porfírio Silva defendeu que o PS  não pode tolerar que o sindicato liderado por Mário Nogueira “adote uma linha de desconsideração e de agressividade sistemática a propósito de qualquer contacto com o PS”. E afirmou que, para a Fenprof, os “principais alvos” são todos aqueles que que defendem “as posições do PS”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×