20/10/20
 
 
Duas mulheres atacam agente da PSP com ácido em Alfama

Duas mulheres atacam agente da PSP com ácido em Alfama

Jornal i 29/01/2019 10:08

Ataque terá sido motivado por vingança contra agente e uma outra mulher

Um agente da PSP foi queimado com ácido muriático (versão comercial de ácido clorídrico corrosivo e tóxico), além de ter sido atacado com uma faca por duas mulheres, no final da tarde de sábado passado num café em Alfama, em Lisboa.

O ataque, que deixou outra mulher ferida, terá sido levado a cabo como uma forma de retaliação das duas mulheres contra o polícia, cuja investigação levou à condenação de um homem, e uma testemunha do mesmo caso, segundo o Correio da Manhã.

As duas mulheres, de 36 e 39 anos, que atacaram o agente e testemunha do processe são a companheira do condenado e uma familiar.

O polícia, que não estava de serviço, ainda conseguiu agarrar uma das atacantes, sendo que a outra agressora foi detida mais tarde por outros elementos da PSP.

A mulher, que tinha sido testemunha no julgamento onde um homem foi condenado a três anos de prisão, estava no café quando as duas mulheres apareceram com a garrafa com ácido e uma faca de cozinha, dirigiram-se a ela, proferindo insultos e ameaças de morte, antes de apertarem a garrafa na sua direção.

A vítima ficou queimada nos olhos e no resto da cara, o polícia que interveio de imediato também foi atingido com o ácido, tendo sido ainda alvo de um golpe ligeiro com a faca de cozinha, escreve o Correio da Manhã.

Entretanto, o agente conseguiu chamar ajuda, e quando chegaram os reforços as duas mulheres foram detidas, tendo sido apreendidos a garrafa com ácido, usado em limpezas industriais, a faca, uma pedra e dois telemóveis. As vítimas foram transportadas para o hospital.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×