19/8/19
 
 
Instituto público abre inquérito a funcionária que usou email para enviar mensagens racistas

Instituto público abre inquérito a funcionária que usou email para enviar mensagens racistas

Jornal i 24/01/2019 13:51

“Somos nós os Portugueses que nasceram e foram criados neste País que temos o direito de dizer que nós somos os coitadinhos de vocês todos que vivem à nossa custa!”, escreveu uma trabalhadora de um instituto público

O Instituto de Financiamento da Agricultura e das Pescas (IFAP), um organismo público tutelado pelo Ministério da Agricultura, procedeu à abertura de um inquérito interno a uma funcionária que enviou duas mensagens com conteúdo considerado xenófobo e racista à associação SOS Racismo, utilizando o email da instituição que tem a assinatura automática.

A funcionária do departamento financeiro do instituto público escreveu frases como: “Somos nós os Portugueses que nasceram e foram criados neste País que temos o direito de dizer que nós somos os coitadinhos de vocês todos que vivem à nossa custa!”, cita o jornal Público.

A autora dos emails acusa ainda os estrangeiros de “venderem droga, queimarem e destruírem” e termina com um: “VIVA PORTUGAL E OS VERDADEIROS PORTUGUESES!!!!”.

 O presidente do conselho diretivo do IFAP, Pedro Ribeiro, confirmou ao Público que a trabalhadora assumiu internamente ser a autora das mensagens, e que a situação constitui um “uso abusivo” do email institucional, tendo sido, por isso, aberto um inquérito à pessoa em causa, que “terá as consequências que decorrem da lei”, podendo resultar também num processo disciplinar.

Pedro Ribeiro fez ainda questão de sublinhar que a funcionária emitiu uma “opinião pessoal” e que o instituto se demarca por completo do conteúdo da mensagem.

Para o dirigente da SOS Racismo Mamadou Ba, o racismo está presente nos organismos públicos e o caso do IFAP é “revelador” disso mesmo. “Mesmo que seja um caso pontual”, afirmou o também assessor do Bloco de Esquerda, “ninguém pode aceitar que um servidor público tenha este tipo de atitude”, acrescentou.

Recorde-se que Mamadou Ba, tem sido ele próprio alvo de insultos e ameaças, em especial nas redes sociais, na sequência das suas declarações sobre a intervenção policia no Bairro da Jamaica, no seixal, no domingo passado.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×