1/4/20
 
 
Luís Newton 23/01/2019
Luís Newton
Opinião

opinião@ionline.pt

Onde anda o presidente da Câmara de Lisboa?

Estas tensões acumulam e, de tempos a tempos, acabam dirigidas àqueles que representam a aplicação da lei de um Estado imposta por quem sentem que os abandonou.

Voltámos a ser confrontados com a demonstração clara do profundo falhanço das políticas sociais de esquerda, que nos deixam como testemunho bairros degradados com portugueses a viver em condições infraestruturais e Humanas indignas de um País Europeu do séc. XXI.

Estas populações, abandonadas e defraudadas por este modelo falido, criam ressentimentos, desenvolvem culturas e leis próprias, sujeitando tudo e todos quantos lá vivem.

Estas tensões acumulam e, de tempos a tempos, acabam dirigidas àqueles que representam a aplicação da lei de um Estado imposta por quem sentem que os abandonou.

E em quem depositam estas pessoas a esperança para uma reversão do estado das coisas?

Nas mesmíssimas pessoas que representam a defesa de modelos de Sociedade onde abunda a intolerância, a miséria e o autoritarismo.

As mesmíssimas pessoas que defendem modelos sociais e projetos de integração social que os colocou na situação em que hoje se encontram.

As mesmíssimas pessoas que veneram a Venezuela, a Coreia de Norte ou que se lamentam pela queda do muro de Berlim e o desaparecimento da União Soviética.

E essas pessoas, ao invés de reconhecerem o seu fracasso e procurar alternativas ou novas soluções, enganam quem nelas deposita confiança, instrumentalizando a sua frustração e direcionando-a para longe do seu próprio fracasso.

É de uma enorme hipocrisia e desonestidade! 

Essa mesma instrumentalização parece ganhar forma com um porta-voz do SOS Racismo, uma Associação que pretende “uma sociedade mais justa, igualitária e intercultural”, a perder a sua autonomia e a sua isenção, tornando-se um “Christophe Dettinger”, em versão boxeur verbal. Com isso prejudicando a imparcialidade e credibilidade da própria Associação e dos valores que defende.

E isso só acontece em municípios fora de Lisboa?

Não!

Em Lisboa podemos constatar o mesmo falhanço e a mesma incapacidade de resolver os problemas de Bairros Sociais criados pela bandeira desse mesmo modelo de intervenção social.

E o resultado está bem patente em vários exemplos de gente boa que neles vive mas que se vê privada das mais básicas condições de vida.

Exemplos que encheriam várias páginas, desde falhas no saneamento, a prédios sem elevador há quase um ano, como acontece no Bairro Ceuta-Sul, bem no coração de Lisboa.

E onde está o Presidente da Câmara de Lisboa? Nem vê-lo.

E quando a Cidade de Lisboa é invadida por uma manifestação não autorizada que atenta contra a urbanidade do seu quotidiano, o bem-estar e a qualidade de vida dos seus habitantes, o que tem o Presidente da Câmara para nos dizer?

Nada… Vazio…

Este vazio seria normal e apenas mais um numa infindável lista de não contributos para o bem-estar dos cidadãos de Lisboa, não fosse o caso de este Presidente de Câmara estar coligado com a mesmíssima força política que proferiu declarações irresponsáveis e incendiárias.

É por isso um Presidente maniatado, dependente de extremistas para governar. Dependente porque escolheu estar dependente.

Lisboa não é isto e, enquanto cá estivermos, não será isto.

 

Post Scriptum - Portugal é hoje uma referência de segurança interna devido ao esforço e capacidade no terreno da GNR e da PSP, às quais se juntam nesse desígnio da prevenção e antecipação as Polícias Municipais, a Polícia Judiciária, o SIS, o SIED, o SEF, a Polícia Marítima e o Corpo da Guarda Prisional.

Porém, não posso deixar uma palavra de agradecimento aos agentes, sem deixar uma ainda maior às suas famílias, que todos os dias temem pela sua segurança. São parte da coluna vertebral de uma Nação quase milenar, vivendo diariamente no sobressalto da incerteza que resulta do facto de serem a principal linha de defesa dos Direitos, Liberdades e Garantias de todos nós.

Bem Hajam e Muito Obrigado.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×